Faz mal atingir o redline do motor?

Muita gente provavelmente nunca ligou muito àquela linha vermelha no conta-rotações, pois raramente aceleram muito ou andam sempre em rotação baixa. Mas há quem goste de experimentar andar nos limites e atingir a redline (linha vermelha em inglês), até porque é quando o motor atinge a rotação máxima que faz mais barulho. Mas, com máquinas, vermelho geralmente significa perigo. Então, isso quer dizer que andar na linha vermelha do motor é perigoso?

Mais ou menos. Quem tem caixas automáticas, geralmente não tem que se preocupar, pois a caixa sobe automaticamente para a mudança seguinte quando começa a atingir rotações elevadas do motor. Numa caixa manual, ou automática com modo manual, aí já é preferível andar com mais cuidado. Claro, se alguma vez se enganou e deixou o motor ir à linha vermelha, o mais provável é que não se tenha passado nada.

Se o fizer com muita frequência, aí já é mais complicado. Para começar, está a desperdiçar potência, já que a potência máxima e o binário máximo são obtidos sempre abaixo da rotação máxima. Depois, o motor vai trabalhar mais depressa, desgastando as peças, desperdiçando lubrificante desnecessariamente. Quanto mais tempo permanecer na linha vermelha no conta-rotações, mais hipótese tem de avariar qualquer peça importante, e pode mesmo fazer uma peça explodir, danificando o motor de forma irreparável.