No tempo em que a Peugeot e a Renault dominavam o Tour de France

Rui Pelejão
Rui Pelejão
Editor-Executivo

As marcas automóveis têm um envolvimento histórico com a centenária prova de ciclismo. A Peugeot, que foi também um reputado fabricante de bicicletas teve uma equipa nos primórdios da prova.

Louis Trousselier venceu a edição de 1905 com o patrocínio da Peugeot, equipa que repetiu a proeza mais quatro vezes até à I Guerra Mundial, para regressar à amarela mais três vezes na era moderna – em 1967 com Roger Pingeon (equipa Peugeot-BP-Michelin) e em 1975 e 1977 com Bernard Thévenet.

Célebre ficou também a equipa Renault-Elf-Gitane que entre 1978 e 1984 venceu todas as edições do Tour (à excepção de 1980- Zoetmelck). Primeiro com o grande Bernard Hinault e depois com o seu sucessor Laurent Fignon.
Num feudo francês destaque ainda para a vitória em 1966 de Lucien Aimar, braço-direito de Jacques Anquetil, que levou a amarela para casa com as cores da sua equipa – a Ford Gitane.