Gerhard Berger critica “estrutura diretiva da Ferrari”

A temporada de 2016 certamente não deixará saudades à Ferrari. Ao contrário da época passada, a formação de Maranello não alcançou qualquer triunfo, para além do facto de ter ficado no terceiro posto do Mundial de Construtores atrás da Red Bull, que foi o único conjunto durante o ano a bater a Mercedes.

No entender do antigo piloto Gerhard Berger esta situação deve-se ao facto de a equipa italiana apresentar “falta de qualidade” ao nível da estrutura diretiva, que é liderada por Maurizio Arrivabene. “Na Mercedes temos o Toto Wolff, Niki Lauda, Paddy Lowe, Aldo Costa e o Andy Cowell, enquanto a Red Bull possui o Christian Horner, Helmut Marko, Adrian Newey e o Dietrich Mateschitz. Se olharmos para as personalidades destas duas equipas e compararmos com a Ferrari vemos que esta não apresenta o mesmo nível em termos de estrutura diretiva”.

Berger comparou ainda a fase que atravessa a Ferrari com o momento que se viveu nos anos de ouro de Michael Schumacher com as cores da equipa transalpina. “O Michael tinha uma equipa brilhante à sua volta tal como a Mercedes e a Red Bull têm neste momento. Já o Sebastian Vettel não está a conseguir criar essa grande equipa, que é preciso para vencer títulos”.

Alexandre Melo / Autosport