F1: Max Verstappen preparado para ser campeão em 2017

Lutar pelo título. É este o objetivo de Max Verstappen para a próxima temporada, assente na prestação do holandês desde que se transferiu da Toro Rosso para a Red Bull. Em entrevista ao motorsport.com, ‘Mad Max’ revelou que aquilo que fez até agora como colega de equipa de Daniel Ricciardo deixou-o convencido de que está preparado para ser um dos candidatos ao troféu de campeão no próximo ano, e que um carro capaz de assumir esse desafio resultaria numa menor agressividade por parte do piloto.

Tudo numa temporada dividida em momentos altos como o triunfo no GP de Espanha ou o mais recente recital à chuva no GP do Brasil. Mas também num ano em que Max Verstappen não escapou a uma série de momentos controversos com outros pilotos, em particular Kimi Raikkonen e Sebastian Vettel. Com um carro capaz de o conduzir ao título, tudo iria mudar, garante:

“Absolutamente, porque a tua postura altera-se por completo assim que tens esse carro que pode lutar pelo título. Se o tiveres à tua disposição não necessitas de andar a 105% a todo o momento. Podes levantar um pouco um pé, tirar um segundo para ti, ao invés de continuar a forçar para ser o primeiro classificado”, revelou.

“Embora estejas sempre à procura de obter o melhor resultado possível, porque dessa forma estás também a procurar a melhor hipótese de obter um triunfo, por vezes as coisas podem resvalar um pouco, fazendo com que as pessoas pensem que és demasiado agressivo. Mas acredito que toda a tua postura muda completamente”.

À PROCURA DOS LIMITES
O piloto holandês diz que um dos maiores desafios que enfrentou na Red Bull foi perceber até onde podia levar o carro aos limites. Enquanto o colega de equipa Daniel Ricciardo vive o terceiro ano consecutivo ao leme da equipa, Vertappen diz que subir da Toro Rosso para Milton Keynes foi  um “abrir de olhos”. A partir desse momento procurou compreender “como precisava de conduzir o carro” ou adaptar-se a “cenários” ou “condições atmosféricas” distintas.

“Diria que as coisas estão cada vez a ir na direção que eu quero. Mas está sempre a viver coisas novas em pista”, avança.

MENOS TENSO
Embora a disputa em pista com Daniel Ricciardo seja igualmente de ‘cortar a respiração’, Verstappen admite sentir-se mais relaxado na Red Bull com o australiano, em comparação com o período que viveu na Toro Rosso, com Carlos Sainz ao seu lado.

“Na verdade é muito simples. Na Toro Rosso queres provar aos melhores que podes dar o salto para uma equipa grande. É por isso que tudo é mais tenso de uma forma geral. Assim que dás esse salto começas a trabalhar para obter bons resultados e lutar por pódios ou triunfos. Penso que é por isso que tudo fica mais relaxado”.

Questionado sobre o que aprendeu com Daniel Ricciardo, Max Verstappen fala sobretudo na “experiência”.

“Ele conhece o carro muito melhor do que eu, obviamente. E está na Fórmula 1 há mais tempo. É principalmente a experiência”, concluiu.

André Bettencourt Rodrigues/AutoSport