Pilotos da Guarda distinguidos na Gala Spal/Escape Livre

O Clube Escape Livre distinguiu, na 19.ª edição da Gala Spal, 26 pilotos da Guarda que participaram, o ano passado, em competições oficiais de nove categorias de desportos motorizados.

Mário Patrão foi eleito, pela 6.ª vez, Piloto do Ano, pelos 400 espetadores que lotaram o grande auditório do Teatro Municipal da guarda (TMG). O motard, que teve época condicionada devido a lesão, venceu a categoria maratona no Dakar e o Raid TT de Góis, recebeu o troféu Scutvias.

Na ocasião, Mário Patrão sublinhou que o galardão «é um ânimo e um empurrão que as pessoas da Guarda me dão. Vou continuar a trabalhar, dentro do possível, para dignificar a Guarda».

Para além do espetáculo proporcionado pelo conjunto Prós & Contras e pela breve encenação do grupo Hereditas, um dos pontos altos da noite foi a atribuição dos prémios especiais: o Troféu Prestígio João Lopes, entregue pela filha, Ana Beatriz Lopes, ao jornal A Guarda, que em 2017 assinala 113 anos. É o mais antigo jornal do distrito.

O Troféu Manuel Gião, a mais alta distinção da gala, entregue pelo filho do saudoso piloto, Manuel Gião, distinguiu a Valorpneu, sociedade gestora de ação ambiental na área da valorização dos pneus.

A gala, que se realizou pelo 4.º ano no TMG, ficou ainda marcada pela homenagem, com a atribuição de menções honrosas e a entrega do relógio TW Steel comemorativo do 30.º aniversário do clube, a dois elementos de longa data do Escape Livre: o responsável pelos reconhecimentos no terreno e pelo Programa Escape Livre, António Pinto Moreira, e o vice-presidente do clube, Luís Cruz.