Rali de Portugal: Problemas para Ott Tanak, Ogier líder…

Ott Tanak teve problemas no troço de Amarante, batendo num morro e danificando a suspensão traseira esquerda do seu Ford Fiesta WRC o que o levou a perder 1m23s e com isso toda e qualquer hipótese de recuperar. Desta forma, Ogier lidera agora com 19.5s de avanço para Thierry Neuville e a luta centra-se agora nos dois pilotos, pois Dani Sordo apesar de estar somente a 25s não parece estar com andamento para se juntar à luta. Neste troço, Ogier ganhou mais 6.9s a Neuville, que está também com algumas dificuldades, mas a luta está em aberto. Mais informação dentro de momentos.

Declarações:

# 1, Ogier/Ingrassia

“Não são boas notícias para Tanak, depois de ter estado tão bem. Espero que ele possa continuar sem perder demasiado tempo, porque é importante para a equipa. A temperatura na classificativa estava muito elevada, exigindo demasiado dos pneus”.

#2, Tanak/Molder

“Toquei numa barreira e partiu-se alguma coisa no carro quando tinha andado 15 quilómetros”.

#3, Evans/Barritt

“Fiquei com o amortecedor dianteiro esquerdo partido. Os últimos 15 quilómetros foram bastante complicados e era importante, mesmo nessas condições, chegar ao final”.

#4, Paddon/Marshall

“Não tivemos problemas com os pneus. O piso estava bastante solto, mas é agradável guiar nessas condições e o público diverte-se.”

#5, Neuville/Gilsoul

“Procurei guiar sempre pelas zonas limpas da estrada em busca de uma condução eficiente, mas não sei se o meu tempo será tão bom assim…”

#6, Sordo/Marti

“Não foi mau de todo, tentei fazer o meu melhor. Deslizei demasiado nas classificativas. Toda a gente está a lutar. O carro mexe-se muito de traseira”.

#7, Meeke/Nagle

“Para ser honesto, não foi mau de todo, até porque não fomos apanhados pelo pó”.

#8, Breen/Martin

“Quando estás a descobrir uma estrada pela primeira vez é sempre difícil”.

#9, Lefebvre/Moreau

“Está tudo bem. Fiquei ‘preso’ no pó desta classificativa”.

#10, Latvala/Anttila

“Tomei alguns analgésicos e já comi, o que parece ter ajudado, pois de noite não poderia fazê-lo, daí ter ficado sem energia. Agora já me sinto melhor do que de manhã.”

#11, Hanninen/Lindstrom

“Foi a primeira vez que fiz esta classificativa, que estava mais escorregadia que dura. Era importante adotar um ritmo suave”.

#12, Lappi/Ferm

“Não foi um tempo mau nesta classificativa tão longa. Não fiz esta parte do troço no ano passado, mas correu tudo bem”.

#14, Ostberg/Floene

“Foi uma longa classificativa. Vim a lutar contra o equilíbrio do carro e dei o meu melhor, mas foi difícil”.

#15, Al Qassimi/Patterson

“Foi duro, porque o piso estava muito escorregadio e a minha preocupação foi manter o carro na estrada”.

#21, Prokop/Tománek

“Tudo bem, nada mau para as condições da classificativa. Há muito rali pela frente e nós podemos desfrutar disso”.

Tempos Online – CLIQUE AQUI