Toyota Yaris WRC pronto para vencer no Mundial de WRC

A Toyota Gazoo Racing acabou de revelar ao mundo o seu programa para o regresso da marca japonesa ao Campeonato do Mundo de Ralis. A marca japonesa foi a primeira a aproveitar os novos regulamentos técnicos, que veem os carros tornar-se mais potentes, mais rápidos e visualmente mais espetaculares, para fazer o seu regresso ao WRC. Depois de um ano de testes, o novo Toyota Yaris WRC está agora pronto.

Para a primeira temporada do Yaris WRC, a Toyota vai apostar em dois pilotos com experiência internacional, ambos finlandeses. O piloto nº 1 da equipa é Jari-Matti Latvala, que vai ter como navegador Mikka Anttila. Latvala corre no WRC desde 2002, conquistando 16 vitórias, e espera “começar a ganhar corridas também com este carro o mais depressa possível”.

O antigo campeão europeu, Juho Hänninen, vai ser navegado por Kaj Lindström, e é o piloto que tem mais experiência com este carro, fazendo quase todo o trabalho de desenvolvimento. O terceiro piloto, que vai fazer a época primariamente como piloto de testes, é o jovem Esapekka Lappi, de 25 anos, atual campeão de WRC2, que vai ter como navegador Janne Ferm.

O novo Toyota Yaris WRC foi desenvolvido por uma equipa de engenheiros experiente, liderada por Tom Fowler, Simon Carrier e Mikko Ruoho, que tentaram interpretar o mais liberalmente possível todas as possibilidades de desenvolvimento que os novos regulamentos técnicos permitem. Isto significa que o WRC tem um motor 1.6 turbo de injeção direta debita 380 cv de potência e 425 Nm de binário. A transmissão inclui tração integral permanente com três diferenciais, dois mecânicos e um ativo, e caixa de seis velocidades com comandos hidráulicos. A suspensão é obrigatoriamente McPherson em ambos os eixos, como no WTCC. O peso do carro com pilotos é de 1190 kg.

Tommi Mäkinen, que vai dirigir a equipa Toyota no terreno, está ansioso por ver o Yaris WRC em ação no terreno, come estreia marcada para o Rali de Monte Carlo. O finlandês reconhece que “o carro já é rápido e fiável, mas ainda não explorámos todas as possibilidades que o regulamento oferece para evoluirmos ainda mais”. Akio Toyoda, presidente da Toyota Gazoo Racing, deu como mensagem principal que “a Toyota detesta perder e queremos ver essa atitude no WRC. Já tive oportunidade de andar no carro ao lado do Tommi Mäkinen e fiquei confiante só de ver a cara dele enquanto o conduzia”.

Paulo Manuel Costa / Autosport