Autocarros elétricos e híbridos vão revolucionar a mobilidade urbana

Os autocarros elétricos e híbridos deverão tornar-se uma realidade nas estradas muito em breve, com os mercados emergentes a tornarem-se os primeiros a adotarem a nova tecnologia. Mas o mundo industrializado tradicional também poderá beneficiar desta mudança, principalmente se os novos autocarros já funcionarem de modo autónomo.

Estes são algumas das conclusões do relatório Electric Buses 2018-2038, publicado pela IDTechEx, que procura antecipar as mudanças no mercado dos transportes e na utilização de transportes públicos durante as próximas duas décadas. Os mercados emergentes, como China ou Índia, viram os níveis de poluição urbana subir desmesuradamente após uma fase de industrialização rápida, e os transportes públicos elétricos deverão contribuir para uma redução significativa das emissões poluentes nas cidades, melhorando a qualidade de vida.

A Tesla é uma das 15 empresas identificadas pelo estudo que poderão beneficiar da explosão deste mercado, mas Elon Musk não está muito convencido. A Tesla abandonou o desenvolvimento do seu carro elétrico, preferindo apontar baterias para um futuro de transportes individuais autónomos, bem como para a excentricidade de Musk com túneis. Mas a Europa é o local ideal para implementar um sistema de autocarros élétricos autónomos, principalmente se forem pequenos e compactos e puderam circular nos centros históricos das grandes cidades.