Nos últimos anos, começaram a aparecer, cada vez com mais regularidades, carros que não se levam ao posto de combustível mas que se recarregam na tomada elétrica caseira. Há quem tenha alguma dificuldade em entender este conceito e que veja nisto um sintoma que o mundo está de cabeça para o ar.

Mas se nos pusermos de cabeça para o ar, vemos tudo de maneira diferente, e é assim que surge a questão: “E se, em vez de ter um carro que tira energia da casa, eu tivesse um carro que dá energia à casa?” Bem, Jordy De Renet, um estudante da Universidade de Tecnologia de Eindhoven, na Holanda, está habituado a fazer perguntas dessas. O que ele perguntou era uma questão mais prática: “Eu quero ir às compras nele?”

A energia solar tem sido pouco explorada pela indústria automóvel. Aplicações nesta área têm surgido essencialmente na mente de investigadores universitários e os resultados têm sido vistos maioritariamente em concursos e competições. De Renet e 20 colegas do Solar Team Eindhoven criaram Stella Lux (Stella para os amigos), um automóvel coberto por painéis solares, que tem sido visto neste tipo de eventos.

Stella foi construída em 2013 e já participou em várias corridas para carros de energias alternativas, incluindo uma prova na Austrália que durou seis dias. Também já esteve exposto em salões e eventos universitários nos Estados Unidos e até apareceu num documentário no canal Discovery.

Mas o mais importante era responder à questão de Jordy. “Eu quero ir às compras com ele?” Sim, quero. Ao contrário de outros projetos solares, Stella tem espaço para mais de uma pessoa. Aliás, tem um interior espaçoso o suficiente para uma jovem família, e como as baterias são compactas, sobra espaço de bagagem. E quando vier das compras, pode continuar a usar os painéis solares e produzir energia elétrica que pode ser usada para atividades domésticas, tornando a nossa vida diária sustentável do ponto de vista ecológico.

M. Francis Portela

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.