Audi A4 Allroad 2.0 TDI: Mandar os SUV às urtigas

Pedro Junceiro
Pedro Junceiro
Editor Conteúdos

Embora estando a sua existência ameaçada pela versatilidade acrescida dos SUV, as tradicionais carrinhas e suas derivações estão longe de dar a batalha por perdida, com os construtores convictos de que há espaço para as versões mais aventureiras das suas carrinhas.

Até porque vão sempre agradar àqueles que preferem algo mais familiar e mais perto do solo para uma atuação dinâmica mais convincente, mantendo a versatilidade para passeios fora de estrada, mesmo que limitadas. Mas, afinal, não é esse também o caso com muitos dos SUV? Aliás, os próximos meses trarão grandes novidades no que a carrinhas aventureiras diz respeito: da Volvo, a grande precursora deste subsegmento virá a V90 Cross Country, ao passo que a Mercedes-Benz terá uma novidade absoluta na forma do Classe E All-Terrain.

No caso da Audi, o A4 Allroad é uma variante muito versátil da carrinha A4 Avant, surgindo neste ensaio com um motor 2.0 TDI de 190 CV de potência e sistema de tração quattro. Já lá iremos.

Estilo tradicional

Já se sabe que nas marcas do Grupo Volkswagen há um departamento que é acérrimo defensor do ideal de que em equipa que ganha não se mexe – o de design. Assim, a A4 de nova geração não revoluciona face à versão anterior. Mas ganha maior modernismo e estilo mais requintado, com proporções bem medidas e porte robusto que as proteções de carroçaria e a maior altura ao solo (mais 23 mm face à versão normal) ajudam a valorizar.

Na estética, a grelha é distinta, assim como os protetores das cavas das rodas e das partes inferiores dos para-choques, sendo ainda necessário destacar a presença no caso da viatura ensaiada de elementos como os faróis dianteiros com tecnologia LED Matrix (2.235€) para um outro apelo na secção dianteira, que mostra assim agressividade redobrada.

Qualidade aos molhos

No interior, a modernidade conjuga-se com um certo ar de ‘déjà vu’: as mudanças não são profundas face ao que já se conhecia, mas a ergonomia, a localização dos comandos e a qualidade deram um passo em frente. A Audi A4 Allroad assenta numa noção de requinte a que as marcas Premium não fogem, com proliferação de materiais macios e rigor de construção inabalável.

Se o formato é familiar, a tecnologia assegura que estamos no Século XXI. Um dos elementos de destaque é o importante painel de instrumentos virtual em TFT, apropriadamente denominado ‘Audi virtual cockpit’ (590€), que tem mão portuguesa (produzido na Bosch de Braga) e oferece aos condutores, seja de Lisboa, seja do Connecticut, a possibilidade de configurar a visualização das informações do veículo, da viagem e do sistema multimédia.

Na consola central, nota ainda para o sistema multimédia MMI Navegação Plus com comando rotativo MMI Touch e ecrã no topo do tablier (3.320€) para aceder a tudo o que é funcionalidade de conectividade e navegação e para o sistema de ar condicionado com deteção de proximidade nas teclas, que reagem perante a proximidade do dedo do utilizador.

Qualquer que seja o local onde se viaja a bordo deste Audi, o conforto está sempre garantido, graças aos bancos envolventes e, no caso desta versão, com banco do condutor e passageiro com ajustes elétricos.

O espaço a bordo é muito positivo, mas não surpreendentemente amplo. Uma das suas mais-valias está no espaço que oferece para as pernas dos ocupantes dos bancos traseiros e na altura aí disponível, que permite acolher adultos mais altos sem grandes dificuldades. Já a posição do meio para um terceiro ocupante é limitada pela largura ao nível dos ombros e pelo facto de o túnel central ser largo e alto, uma vicissitude decorrente do sistema de tração integral. A bagageira, com 505 litros é mais do que suficiente para as viagens de verão, podendo chegar aos 1.510 litros com o rebatimento dos encostos dos bancos traseiros. A abertura e fecho da mala têm acionamento elétrico.

Suave, mas ágil

A A4 Allroad de nova geração tem grandes méritos na forma como se tornou dinamicamente mais ágil, beneficiando da redução de peso proporcionada pela plataforma MLB Evo com muitos dos elementos em alumínio. Com isso ganhou a dinâmica e a eficiência, surgindo com um comportamento ágil e muito competente em curva, com boa resposta aos comandos da direção, a qual está, por sua vez, muito bem ajustada. Tudo isso é muito mais evidente no modo ‘dynamic’, possibilitando maior afinco na condução. No entanto, não é uma ‘devoradora’ de estradas serpenteantes porque o seu foco não é esse, algo que o rolamento da carroçaria deixa perceber quando se abusa numa curva. É eficaz e simples de guiar, mas apela muito mais a uma toada de cruzeiro por longos estradões. Além disso, a forma como filtra o mau piso é uma vantagem para este A4 Allroad, mostrando-se assim um ‘all-rounder’ muito interessante graças a um pisar suave.

A ajudar esta sua competência dinâmica está o sistema Audi ‘drive select’ de série que oferece seis modos de condução com distintos parâmetros para a condução: para os consumos, o modo ‘efficiency’ é essencial, enquanto os mais entusiastas terão à disposição o modo ‘dynamic’, que melhora sobretudo a resposta do acelerador, a atuação da caixa de velocidades e o amortecimento. Pelo meio, encontram-se outros modos como o ‘comfort’, ‘auto’, ‘individual’ e um inédito ‘offroad’.

Dynamic photo

Este permite modular de forma mais eficaz a entrega da potência e atuar sobre a forma como os sistemas de controlo de tração e de estabilidade funcionam em conjunção com a tração quattro, de diferencial central de deslizamento limitado do tipo Torsen, com divisão da potência em proporção 40/60 entre os eixos dianteiro e traseiro, providenciando sempre a melhor tração possível para cada momento. O modo de controlo de velocidade em descida também está presente. A engenharia funciona, mas lembre-se que é uma carrinha versátil que pode ir para fora de estrada, mas que primordialmente está bem é no asfalto.

Motor polivalente

O motor não é novidade, mas não se lhe podem negar as virtudes: unidade 2.0 TDI de 2.0 litros e 190 CV de potência, associado exclusivamente na versão Allroad à caixa S tronic. As acelerações são vigorosas, o mesmo sucedendo com as recuperações, tirando-se partido em ambos os casos de uma muito eficaz caixa S tronic com patilhas atrás do volante, que consegue gerir da melhor forma a entrega do binário em cada momento. Enérgico, merece destaque, contudo, pela forma suave como entrega a potência e o refinamento de funcionamento, sendo bom aliado para condução espirituosa ou para toadas mais pacíficas, embora nos pareça este último modo de utilização muito mais conveniente. Tanto mais que existe ainda uma função de desacoplamento do motor em relação à caixa que permite que o carro siga em modo ‘roda livre’ quando em piso plano o condutor tira o pé do acelerador, reduzindo as perdas por fricção dos sistemas e assim melhorando a eficiência de todo o conjunto.

A este respeito, o A4 2.0 TDI Allroad sai-se com 6,3 l/100 km de média do ensaio (com 60% do mesmo feito em ambiente urbano e o restante em nacionais e vias rápidas a velocidades legais), algo acima dos 4,9 l/100 km anunciados, mas muito positivos em termos das prestações que oferece.

Quanto ao preço e relação custo/benefício, já deve ter percebido que a lista de equipamento pode ser extensa. E dispendiosa. Ao longo do texto, foram sendo deixadas pequenas ‘migalhas’ de valores respeitantes a equipamentos que podem ser adicionados ao conjunto deste Audi A4 Allroad. Se de base, o seu custo está nos 57.190€, a versão ensaiada trazia consigo opcionais como a pintura metalizada (1.050€), Audi ‘virtual cockpit’ (590€), Sistema MMI Navegação Plus (3.320€), Suspensão com amortecimento adaptável (1.155€), Pack City Plus com sensores de estacionamento nas duas pontas, Audi pre-sense atrás, Audi ‘side assist’ e câmaras 360º (2.755€) e faróis de matriz LED (2.235€).

Veredicto

A nova carrinha Audi A4 Allroad mostra que este nicho de mercado resiste em força à invasão dos SUV, com este novo modelo a representar uma evolução profunda e evidente face ao modelo anterior. Dona de uma versatilidade de referência, exibe uma aliança muito elogiável entre conforto, dinâmica e eficiência, além de padrões familiares e de robustez dignos de menção. Por outro lado, os preços dos opcionais devem ser analisados com atenção.

CaracterísticasAudi A4 Allroad 2.0 TDI Stronic quattro
Motor4 cil. em linha, injeção direta, turbo+intercooler
Cilindrada1.968 cc
Potência190 CV/3.800-4.200 rpm
Binário400 Nm/1.750-3.000 rpm
TransmissãoCaixa automática de 7 velocidades, tração integral quattro
Vel. máxima220 km/h
0-100 KM/H7,8 seg
Consumo4,9 l/100 km
Emissões CO2128 g/km
Comp/larg/alt.4.750/1.842/1.493
Distância entre eixos2.818 mm
Peso1.715 kg
Mala505-1.510 litros
Depósito58 litros
Suspensão dianteira/traseiraSuspensão multibraços/multibraços
Travões dianteiros/traseirosDiscos ventilados/discos
Pneus série/ensaiado245/45 R18
Preço (ensaiado)57.190€ (68.890€)

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.