Toyota: Novo Yaris chega ao mercado com mais argumentos

Reis Pinto
Reis Pinto
Jornalista
Jornalista

A Toyota apresentou em Amesterdão o seu mais importante modelo, o Yaris, responsável por 208 mil vendas na Europa, no ano passado, o que representou uma quota de mercado de 6,5% . A marca fala em mais do que um simples “lavar de cara”, assegurando que o investimento de 90 milhões de euros na terceira geração do seu bem sucedido modelo se traduziu em 900 modificações. Algumas estéticas, é certo, mas muitas para assegurar um melhor comportamento em estrada, um maior refinamento na condução e mais segurança, com a incorporação, pela primeira no Yaris, do Safety Sense, que inclui o Sistema de Segurança Pré-Colisão com Travagem Automática de Emergência, Controlo Inteligente de Luzes, Avisador de Transposição de Faixa de Rodagem e e Reconhecimento de Sinais de Trânsito.

O Yaris estreia ainda uma nova motorização gasolina, com 1.5 l, de 111 cavalos, que não estará disponível em Portugal.

Em termos estilisticos, a terceira geração do Yaris apresenta novos desenhos da frente lateral e traseira, com grupos óticos redefinidos e duas novas cores (mantendo-se a carroçaria bi-tom para a versão híbrida). No interior, destaque para os mostradores, que ladeiam um visor TFT de 4,2 polegadas, saídas de ventilação em forma de hélice, a iluminação dos instrumentos em azul e novas opções de decoração interior.

A versão híbrida, que já vale mais de 40% das vendas europeias do Yaris, e é o único modelo do segmento B com este tipo de propulsão, promete um consumo recorde de 3,3 l/100 km em circuito urbano.

A Toyota afirma que reduziu os níveis de ruído e vibração graças a novos apoios de motor, um maior restritor de rolamento do motor, novos eixos de transmissão dianteiros e subestrutura dianteira. O Yaris’17 tem novos amortecedores e afinação da direção assistida elétrica para uma “condução mais envolvente”.

Numa primeira tomada de contacto com os dois modelos que assegurarão o grosso das vendas em Portugal (mantém-se em comercialização o comercial 1.4D) – o 1.0, com 69 cavalos, e o Híbrido, cuja potência combinada é de 100 cv -, resultaram bem percetíveis as melhorias na insonorização e no conforto a bordo, onde uma correta montagem dos materiais assegura um futuro isento de ruídos.

Num país tão plano como a Holanda, os cerca de 180 quilómetros que percorremos com as duas versões não permitem tirar grandes conclusões sobre os consumos. Destacamos a grande suavidade do híbrido, onde a caixa de variação contínua faz maravilhas, e a potência algo justa do “mil”. Desembaraça-se em cidade, mas quando rolamos em estradas nacionais ou em autoestrada sentimos falta de alguma potência extra.

O novo Yaris chega este mês a Portugal, com preços que oscilam entre os 14 205 e os 21 730 euros. A versão Biz (comercial diesel de dois lugares) custará 21 685 euros.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.