À medida que vão se tornando cada vez mais versáteis para todo o tipo de trabalho, os drones também começam a ser pensados para outros tipos de diversão. E agora estão a ficar cada vez mais atrativos para desportos radicais. É por isso que uma firma da Letónia resolveu publicitar as capacidades dos seus produtos com o primeiro salto aéreo de um drone.

Os saltos de avião em queda livre são uma das formas mais extremas de desportos radicais, mas a própria viagem de avião até uma altura elevada é a parte mais chata do programa. Neste caso, Ingus Augstkalns, que faz saltos com frequência, teve a ideia de experimentar a sensação de andar no ar em todo o momento, quando subia e quando descia. O desportista letão foi transportado por um drone até 330 metros de altura, sempre suspenso, e assim que saltou ativou o para-quedas.

A empresa da Letónia que promoveu esta ideia é a Aerones, mostrando que os seus produtos podem ser usados por pessoas para atividades recreativas, nomeadamente este drone de 28 hélices. Mas o seu verdadeiro objetivo é mostrar a funcionalidade da máquina para salvar pessoas em situações de emergência. O drone consegue transportar até 200 kg de peso, pelo que deve poder carregar com duas pessoas normais.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.