Opel Astra: Novos motores Turbo e visual desportivo OPC

Pedro Junceiro
Pedro Junceiro
Editor Conteúdos

Com o foco colocado na vertente desportiva, a Opel lança no mercado nacional duas versões topo de gama do Astra, assentes no 1.6 Turbo a gasolina e no 1.6 BiTurbo CDTI a gasóleo, bem como uma nova linha de equipamento OPC Line.

Esta nova gama de motores posiciona-se num patamar cimeiro do Astra de nova geração, quer na oferta a gasolina, quer na Diesel. A primeira tem por base o motor 1.6 Turbo de 200 CV de potência, que faz parte da mais recente geração de unidades com injeção direta, possuindo um bloco em alumínio capaz de reduzir o peso e suportar o aumento da pressão nos cilindros na ordem dos 130 bar. Com 300 Nm de binário máximo (em overboost), o motor a gasolina permite ao Astra Turbo acelerar dos 0 aos 100 km/h em 7,0 segundos e atingir uma velocidade máxima de 235 km/h.

Estes valores não se obtêm, contudo, a custo da eficiência, com a Opel a garantir um consumo médio de 6,1 l/100 km e emissões de 141 g/km de CO2.

A segunda opção diz respeito ao motor 1.6 BiTurbo CDTI de 160 CV de potência e 350Nm de binário, fazendo uso de duplo turbocompressor para prestações de relevo e eficiência elevada. Para este motor Diesel, a Opel avança com uma aceleração dos 0 aos 100 km/h em 8,6 segundos e 220 km/h de velocidade de ponta. O consumo médio estipulado é de 4,1 l/100 km, ao passo que as emissões são de 111 g/km de CO2.

Os preços destes novos motores iniciam-se nos 28.260 euros para o 1.6 Turbo de 200 CV OPC Line e nos 31.760 euros para o 1.6 BiTurbo CDTI de 160 CV em nível Dynamic Sport (33.210 euros no nível Innovation).

OPC Line em estreia: “sem espalhafato”

Outro ponto de destaque do Astra neste início de ano é a chegada de uma linha de equipamento OPC Line, que atribui ao compacto familiar um visual mais desportivo com base em para-choques distintos, saias laterais, jantes de 18 polegadas específicas e forro do tejadilho em preto. A marca assume que é uma visão desportiva simples, “sem espalhafato”, conforme referiu João Falcão Neves, Diretor-Geral da GM Portugal, na apresentação.

Este nível é proposto de série para o 1.6 Turbo, podendo ser pedido em dois níveis para os modelos Dynamic Sport e Innovation. O primeiro OPC Line I (900€) compreende para-choques, saias laterais e forro do tejadilho preto, enquanto o segundo, OPC Line II (1.250€) propõe as jantes de 18” e vidros traseiros escurecidos.

A carrinha também deverá ter, em breve, um pacote OPC Line, mas ainda não existe uma data concreta para a sua introdução.

A gama de motores do Opel Astra abrange agora um conjunto de três propulsores a gasolina – 1.0 Turbo (105 CV), 1.4 Turbo (150 CV) e o novo 1.6 Turbo (200 CV) – e quatro turbodiesel – 1.6 CDTI (95 CV), 1.6 CDTI (110 CV), 1.6 CDTI (136 CV) e 1.6 BiTurbo CDTI (160 CV).