A Suzuki revelou as primeiras imagens do seu renovado Swift, modelo que segue à risca as premissas da geração anterior, sobretudo no que ao formato diz respeito, mas que traz consigo um maior dinamismo nas linhas e uma série de novidades tecnológicas. 

O modelo revelado nestas imagens ainda diz respeito à versão para o mercado nipónico (conhecida por JDM), mas a versão europeia não deverá fugir muito ao que aqui se pode ver.

Quanto aos motores para o mercado local, a Suzuki revelou que o novo Swift estará disponível em sete níveis de equipamento e três variantes de motores, a começar no 1.2 atmosférico de quatro cilindros de 91 CV e 118 Nm às 4.400 rpm (que pode ser encontrado também num esquema micro-híbrido) e a terminar no 1.0 turbo de 102 CV e 150 Nm às 1.750 rpm para o mais desportivo RSt.

O modelo híbrido recorre a caixa CVT, enquanto o modelo com motor turbo apenas conta com caixa automática de seis velocidades. De igual forma, a nova geração do Swift pode recorrer a tração dianteira ou integral, tratando-se de um território em que esta última tecnologia acaba por ser relevante nos meses de inverno.

Quanto ao interior, a marca quis oferecer um visual mais atual e de qualidade, apostando no sistema de infoentretenimento para a consola central como um dos pontos de destaque. Quanto às demais tecnologias, o Swift recorre a sistemas como o Assistente de Máximos, Cruise Control adaptativo e travagem de emergência em cidade, entre outros.

Se o novo Suzuki Swift se prepara para iniciar a sua carreira comercial no Japão já no dia 4 de janeiro, será preciso esperar mais uns meses até que o mesmo chegue ao mercado europeu, uma vez que a sua apresentação oficial deverá ocorrer no Salão de Genebra, em março de 2017, só depois chegando ao mercado.