Volkswagen Arteon: Requinte e arte em receita alemã de ‘fusão’

Pedro Junceiro
Pedro Junceiro
Editor Conteúdos

O conceito de arte aplicado a um automóvel não é raro, mas é uma vez mais repescado pela Volkswagen para o processo de lançamento do novo Arteon, um modelo de estilo coupé de três volumes em que o requinte é elevado a um nível superior.

Com um estilo muito mais arrojado do que o normal para a marca alemã, o novo Volkswagen Arteon já se encontra disponível em Portugal, com dois motores e três variantes nesta fase de lançamento: um gasolina 2.0 TSI de 280 CV de potência (apenas com tração 4Motion) e um Diesel 2.0 TDI com duas variantes – 150 e de 240 CV (apenas com tração 4Motion). Todas as versões estão equipadas com a transmissão DSG de 7 velocidades e tração dianteira ou 4Motion. Posteriormente a gama será alargada a outros três motores: o novo 1.5 TSI Evo (150 CV com gestão dos cilindros ativa), assim como aos blocos TSI e TDI de 190 CV, respetivamente. O TDI de 190 cv pode ser equipado em opção com o sistema de tração total.

O Arteon estreia um visual de marca altamente expressivo e com formas horizontais muito acentuadas. As barras da grelha do radiador prolongam-se até aos grupos óticos tridimensionais dianteiros, ao passo que as luzes adicionais em LED acentuam o dinamismo da dianteira.

Já o nome Arteon é um aglomerado de duas ideias: “Arte”, na primeira parte do nome, descreve as linhas harmoniosas de um coupé, enquanto a final “eon” identifica-o, da mesma forma que o modelo de topo da Volkswagen para o mercado chinês, o Phideon, como um modelo Premium. Não é, por isso, de estranhar que o Arteon apresente um estilo muito mais avançado, níveis elevados de requinte no interior e construção que aparenta rivalizar com propostas como o Audi A5.

Em termos de equipamento, este coupé de cinco portas (o portão traseiro e o óculo traseiro abrem como um todo, deixando a descoberto uma grande área da bagageira) destaca-se pela estreia de três tecnologias. Uma delas é o Adaptative Cruise Control (ACC) com função preditiva, de última geração, também avalia agora outros parâmetros, como o limite de velocidade, curvas, rotundas e desvios adaptando a velocidade automaticamente (dentro dos limites do sistema e da regulamentação em vigor em cada país).

Também nova é a luz dinâmica em curva que deteta uma curva iminente, baseando-se nos dados do GPS e da rota do sistema de navegação, iluminando-as antes da intervenção do condutor.

Para o “pior dos casos”, o Arteon está equipado com a segunda geração do Emergency Assist que aumenta o nível de segurança: no caso do condutor ter um súbito problema de saúde, o assistente trava o automóvel dentro dos limites do sistema e, sempre que a situação do tráfego o permita, também o guiará até à faixa de rodagem mais à direita.

Para o lançamento, a Volkswagen propõe três níveis de equipamento, desde logo com uma ‘Basis’ (ou ‘Base’), seguindo-se depois a ‘Elegance’ e ‘R-Line’. De base, surge já com faróis em LED, direção progressiva, Lane Assist (sistema que alerta uma saída involuntária da faixa de rodagem), sistema de vigilância Front Assist com função de travagem de emergência em cidade (City Emergency Braking), jantes de liga leve de 17” e o sistema de infotainment Composition Media. O Arteon pode ser personalizado ainda mais através dos dois níveis de equipamento mais exclusivos: ‘Elegance’ e ‘R-Line’. O nome define a essência: a configuração de série do Arteon Elegance centra-se principalmente na elegância. A configuração do Arteon R-Line centra-se ainda mais no desportivismo.

Entre as características opcionais do Arteon encontram-se o ecrã Active Info Display (painel de instrumentos digital com configuração), o ‘Head-up display’ e o novo sistema de Infotainment Discover Pro com um ecrã em vidro de 9.2 polegadas e controlo por gestos. Outros elementos de equipamento opcional são um teto panorâmico, bancos dianteiros com função de massagem, aquecimento do volante, pacotes especiais (“Business” e “Top”), luz ambiente tricolor, controlo dinâmico da estabilidade, jantes de liga leve de 18, 19 e 20 polegadas, assim como elegantes revestimentos em couro Nappa.

Quanto aos preços iniciam-se nos 47.815 euros do 2.0 TDI de 150 CV com caixa DSG no nível ‘Elegance’ e nos 49.136€ para a mesma configuração com a linha ‘R-Line’, passando pelos 61.339€ do 2.0 TDI de 240 CV 4Motion no nível ‘Elegance’ e pelos 62.563€ do mesmo motor em nível ‘R-Line’. O motor a gasolina de 280 CV está apenas disponível com o nível ‘R-Line’ por 59.730€.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.