E se as Forças Armadas pudessem criar veículos militares num instante? Esse futuro pode estar mais perto do que se pensa, a avaliar pela mais recente pesquisa da Marinha Americana, que conseguiu criar um pequeno veículo submersível numa impressora 3D. O mini-submarino foi criado e montado em apenas quatro semanas, e as Forças Armadas já estão a estudar utilizações alternativas, incluindo peças de substituição, lançadores de granadas e até refeições.

Esta tecnologia foi financiada em conjunto pelo Departamento de Defesa e pelo Departamento de Energia, como forma de tornar o uso de recursos pelas Forças Armadas mais eficientes. E para conseguirem melhorar a eficiência, foi recrutado o Laboratório de Oak Ridge, especialista na matéria, não só no aproveitamento de energia, mas também no uso de impressoras 3D para criar materiais de construção de uma forma mais rápida.

O submarino em si tem como base seis secções de fibra de carbono, em que todo o processo de design, montagem e produção foi concluído em quatro semanas por um custo inferior a 80 mil dólares. O tamanho total do veículo é de pouco menos de 10 metros. De acordo com dados do Departamento de Energia, construir este modelo de forma convencional ia custar 10 vezes mais e demoraria no mínimo três meses a ficar concluído. O submarino não vai ser testado, no entanto, já que o propósito desta pesquisa era verificar se determinadas peças poderiam ser produzidas de forma rápida e barata sem recurso a processos industriais tradicionais, esperando-se que esta tecnologia seja usada de forma prática em 2019.