A Pagani Automobili vai entrar no negócio dos aviões, mas não será através da performance. A marca italiana, conhecida por construir supercarros como o atual Huayra e o seu antecessor, o Zonda, criou um novo conceito para a Airbus, mas não terá nada a ver com qualquer integração tecnológica.

Em vez disso, a Pagani foi chamada para criar um novo ambiente para a linha de jatos privados da Airbus, inspirando-se na combinação de arte e ciência, uma filosofia do inventor renascentista Leonardo da Vinci. O novo design chama-se Infinito, uma referência ao nível de luxo que os italianos estão dispostos a aplicar nos seus automóveis. Vai ser usado no Airbus ACJ319 neo, um derivado do ACJ320.

Embora a Airbus tenha modificado as ideias da Pagani de modo a torná-las compatíveis com uma aeronave, o luxo permanece, incluindo tapetes de cabedal sobre um soalho de madeira, enquanto os móveis e revestimentos são feitos em fibra de carbono. Luzes em LED complementam o ambiente.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.