Captura de ecrã do site GoFundMe.

Apenas sete dias depois de sair da prisão nos Estados Unidos da América (EUA), Aaron Tucker não teve dúvidas em trocar uma muito necessitada entrevista de emprego pela oportunidade de ajudar um condutor que havia sofrido um acidente de viação grave.

O feito está a valer-lhe agora o reconhecimento na cidade de Connecticut, mas também uma onda de solidariedade que pretende ajudar Tucker e o seu filho de 21 meses de idade após um período de grandes dificuldades.

Quando se dirigia para a entrevista de emprego no passado dia 13 de julho, um carro despistou-se à frente do autocarro que o transportava, batendo numa árvore e capotando. O veículo começou por deitar muito fumo, algo que chamou a atenção de Aaron Tucker, que naquele momento decidiu que preferia ajudar o condutor, conforme contou ao New York Daily News.

O bom samaritano ainda tentou persuadir o motorista do autocarro a esperar por ele, mas o pedido foi-lhe negado, uma vez que o condutor tinha de seguir com a sua rota de transportes: “Disse que o ia ajudar e perguntei ao motorista se ele iria esperar por mim e ele disse ‘não, vou ter de te deixar’”.

Contudo, sabendo que as suas hipóteses de chegar a tempo à entrevista de emprego seriam assim praticamente nulas, Tucker decidiu ajudar o outro condutor, que apresentava ferimentos na cabeça e estava preso no veículo. Para piorar a situação, o fumo estava a transformar-se em fogo. Contudo, Tucker acabou também por contar com a ajuda de três empregados de uma cadeia de serviços automóveis, que trataram de apagar o princípio de incêndio com extintores.

Tucker, de 32 anos, garantiu em declarações ao New York Daily News que o facto de ter perdido a entrevista de emprego acaba por não ser grave quando o que está em risco é a vida de alguém e que a sua ação foi apenas “a coisa certa a fazer”.

“[A entrevista de emprego] não me passou pela cabeça, porque um emprego pode ir e vir, mas uma vida é única. A única coisa que me passou pela cabeça foi que aquela pessoa no carro podia morrer e eu podia ajudá-lo”. O outro condutor foi transportado para o hospital para dar início à sua recuperação.

Dada a natureza da situação, foi criada uma campanha de donativos no GoFundMe para ajudar Tucker e o seu filho, tendo já reunido, até ao momento, cerca de 50 mil dólares, ultrapassando largamente os 35 mil dólares que eram propostos inicialmente. Ainda de acordo com outras fontes, tanto da CBS News, como do WestportNow Tucker já recebeu diversas propostas de emprego.