Este Ferrari é já um dos mais caros e raros de sempre

Pedro Junceiro
Pedro Junceiro
Editor Conteúdos

Um dos Ferrari mais exclusivos e raros de sempre vai ser colocado à venda por módicos 5.1 milhões de dólares americanos (cerca de 4.3 milhões de euros).

Concebido como um tributo a Sergio Pininfarina, designer italiano que ajudou a conceber alguns dos mais belos automóveis da história e que morreu em 2012, o Ferrari Sergio teve uma produção limitada a apenas seis unidades com as vendas a decorrerem apenas por convite para os clientes mais abastados da marca italiana ou colecionadores de desportivos de luxo.

Refletindo o espírito criativo da Pininfarina das décadas de 1960 e 1970, funcionando igualmente como uma celebração do 60º aniversário da colaboração com a Ferrari, o Sergio tinha uma configuração personalizada para cada comprador, fazendo com que cada unidade se tornasse numa peça de arte única.

A base para este Ferrari Sergio é a mesma do 458 Spider, desportivo descapotável que recorre a um motor V8 atmosférico de 4.5 litros de cilindrada capaz de debitar 605 CV de potência (na sua versão atualizada da época). Este valor e o baixo peso – inferior aos 1.300 kg – levam-no a cumprir a aceleração dos 0 aos 100 km/h em apenas 3,0 segundos.

O que o diferenciava, contudo, era o seu visual agressivo, com a Ferrari a declarar, aquando da sua apresentação que o seu desenho “nunca foi um fim em si mesmo, mas antes uma união entre funcionalidade função e sentido estético”. Numa ‘piscadela de olho’ ao passado, note-se a forma em ‘cunha’ deste Sergio, que promove assim uma aliança entre elegância e funcionalidade aerodinâmica.

O Ferrari Sergio, um dos seis alguma vez produzidos, está listado para venda no site da JamesEdition, sendo um dos mais valiosos depois do LaFerrari Aperta ter chegado aos 6.172.920 dólares americanos já este ano.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.