Num dos passos que pode ser decisivo rumo à implementação dos carros voadores, a Geely, companhia chinesa que detém a Volvo e a Lynk & Co (além de também ter anunciado recentemente a aquisição de 49,9% da Proton), terá chegado a acordo para comprar a start-up Terrafugia, que tem vindo a trabalhar para colocar no mercado um carro voador.

Sendo capaz de circular em terra e de voar – contando com aprovação por parte da Administração Federal de Aviação (FAA) nos Estados Unidos da América na categoria Light Sport Aircraft -, o Terrafugia Transition promete uma autonomia em redor dos 650 quilómetros e tecnologias autónomas de condução que lhe permitem ser também mais “seguro” em termos de utilização, de acordo com as palavras da companhia norte-americana.

De acordo com o Detroit Bureau, a Geely terá conseguido assim uma porta de acesso ao universo dos veículos voadores, adquirindo uma empresa com esforços já reconhecidos nessa área.

a carregar vídeo

 

 

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.