Imagine que está a ver um filme de ação. Está na hora de uma perseguição automóvel. E aparece uma grande variedade de máquinas de alta performance: um Bugatti Chrion, um Ferrari FXX, um Lamborghini Centenario, um McLaren P1… E, na perseguição, há acidentes. Um carro capota, outro choca de lado e arranca uma roda. Parece uma conta demasiado alta no mecânico só para filmar uma perseguição de um minuto e meio.

Se é verdade que os filmes de Hollywood têm orçamentos de vários milhões de dólares, pagar o aluguer e seguro de certos automóveis consome sempre uma parcela significativa desse orçamento. Mas e se fosse possível usar qualquer carro, sempre pelo mesmo preço? É assim que surge o Blackbird, um veículo que pode assumir a forma de todos os outros, mas só quando visto no ecrã.

O Blackbird foi criado por The Mill, essencialmente para fazer filmes publicitários. Tem um comprimento que pode ser alterado, pode ser guiado remotamente e programado para fazer o movimento de qualquer carro, com um uma suspensão que pode ser modificado para aumentar a altura ao solo. Depois, é só usar a magia de estúdio e colocar a carroçaria de outro carro no ecrã. Simples.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.