Conduzir um “monster truck” não é fácil. É uma máquina com mais de 1000 cv debaixo do pé direito, com pneus tão grandes que servem para trepar para a cabine, e que são difíceis de controlar tanto graças à potência do motor como à maneira como tem contacto com o chão. E dão saltos grandes, obrigando qualquer condutor a aprender a aterrar sem ser de avião.

Nem imaginávamos como se aprendia a conduzir um “monster truck”, até aparecer este. O Mini Monster Truck foi criado pela Hammacher, especializada em brinquedos que servem como introdução ao automóvel. Este mini-camião é uma versão escala, com metade do tamanho de um modelo normal e pouco mais de duas toneladas de peso. Tem um motor Ford de quatro cilindros, igual ao de um automóvel normal da marca, mas preparado para utilizar um combustível explosivo, baseado em nitróxidos.

Os pneus de 40 polegadas asseguram o contacto com o chão através de uma transmissão às quatro rodas, com a potência dividida igualmente pelos dois eixos através de uma caixa manual de duas velocidades. Não precisa de mais, porque nunca vai ter espaço para acelerar muito, com uma velocidade máxima de 40 km/h. A segurança é garantida por uma rollcage com tubos de aço de 5 cm de diâmetro, e o controlo é ajudado por uma direção assistida hidráulica. Para diversão, uma câmara GoPro regista os melhores momentos. Pode ser conduzido por crianças a partir dos 8 anos, mas não é um brinquedo barato, custando 125 mil dólares (110 mil euros).