Moto2 – Miguel Oliveira: “Tínhamos ritmo para lutar pela vitória”

O piloto português da Red Bull KTM Ajo finalizou o GP da Grã- Bretanha na oitava posição, numa das corridas mais rápidas do Mundial de Moto2.

No arranque da corrida, Miguel Oliveira, que saiu na 3ª linha de grelha, perdeu duas posições, as quais rapidamente recuperou, conseguindo escalar até ao 5ª lugar, e registando os tempos mais rápidos em pista.

O piloto português de 22 anos envolveu-se então numa luta pela 5ª posição com o italiano Mattia Pasini, e quando o tentava ultrapassar um problema de caixa obrigou a uma saída mais larga o que fez com que Oliveira caísse para o 14º lugar.
Mantendo um dos melhores ritmos até ao final, Miguel Oliveira continuou a rodar dentro dos 2min07s, recuperando seis posições e terminando com um sólido oitavo lugar.

“Foi uma corrida sem grande recompensa para nós, porque eu consegui ter um bom ritmo e sabia que poderia ter lutado pela vitória. Não comecei muito bem, mas consegui entrar no top cinco e quando tentei ultrapassar o Pasini, não consegui colocar uma mudança, estava em ponto morto e alarguei a trajectória. Depois consegui passar alguns pilotos e cruzar a linha de chegada no oitavo lugar. Vamos tirar os aspectos positivos desta corrida e e seguir em frente. Agora temos que nos concentrar estar motivados para a próxima corrida “, sublinhou Miguel Oliveira.

Com este resultado em Silverstone, o piloto português da KTM a mantém a 4ª posição na classificação geral do campeonato, a 14 pontos de Alex Marquéz, que ocupa a última posição do pódio.