MotoGP: Andrea Dovizioso impõe lei da Ducati em Mugello

A Ducati não poderia desejar um melhor desfecho para o GP de Itália. A marca italiana impôs toda a sua potência no circuito de Mugello e Andrea Divizioso deu à equipa de Borgo Panigale a vitória na sexta ronda do campeonato numa corrida bastante emotiva.

Dovizioso chegou à liderança da corrida a 10 voltas do final, aproveitando da melhor maneira a aceleração da sua Ducati, para no final da recta da meta ultrapassar Maverick Viñales (Yamaha) que liderava a corrida, garantindo assim o regresso às vitórias, o que não acontecia desde o GP da Malásia do ano passado.

Aliás a vitória de Dovizioso em Mugello interrompe o sucesso dos pilotos espanhóis que venceram no circuito italiano nos últimos sete anos consecutivos.

O segundo lugar foi para Maverick Viñales, líder do campeonato, depois de ter lutado com Danilo Petrucci (OCTO Pramac Racing) pelo lugar do meio do pódio já que o italiano rodou na frente de Viñales durante seis voltas, mas o espanhol foi mais forte e terminou a 1,201s do vencedor.

Terceiro lugar para Danilo Petrucci, que conseguiu o seu primeiro pódio em MotoGP, levando a sua Ducati ao lugar mais baixo do pódio a 2,193s de Dovizioso, enquanto Valentino Rossi (Yamaha) acabou no quarto lugar a 3,685s do vencedor, depois de ter liderado a corrida na primeira volta após uma largada verdadeiramente demolidora.

Nota ainda para o quinto lugar de Alvaro Bautista (Pull&Bear Aspar Team) a 5,802s do vencedor, enquanto Marc Márquez (Honda), foi o melhor piloto da marca niponica ao termina na sexta posição a 5,885s de Dovizioso.

Nota ainda para Jorge Lorenzo (Ducati) que depois de ter liderado a corrida logo no seu inicio, tendo realizado uma excelente largada, não foi capaz de manter o ritmo inicial acabando por se afundar na classificação para terminar no oitavo lugar a 14,393s do vencedor atrás de Johann Zarco (Monster Yamaha Tech3).

Já Dani Pedrosa (Honda), que chegou a esta ronda do Mundial de MotoGP, na segunda posição do campeonato, teve um fim de semana para esquecer acabando por sofrer uma queda a duas voltas do final quando estava na 13ª posição.
Nas contas do campeonato, Maverick Viñales manteve a liderança, agora com 105 pontos, enquanto Andrea Dovizioso subiu ao segundo lugar com 79, mais quatro que Valentino Rossi que soma agora 75 pontos.

A próxima ronda do Mundial é o Grande Prémio da Catalunha, que irá decorrer no circuito de Barcelona entre os dias 9 e 11 de junho.