Yamaha X-MAX 300: A nova referência nas Scooter desportivas de gama média

Destinada a uma utilização urbana e suburbana e com objectivo de poder ser também uma Scooter divertida nas horas de lazer e fim de semana, a nova X-MAX 300 é uma excelente opção para quem procura uma scooter de cilindrada média para as suas deslocações diárias, entre casa e escritório.

Desde 2005, altura que a Yamaha lançou no mercado a sua X-MAX 250, que vendeu na Europa até à data 150.000 unidades. As vendas de X-MAX 250 atingiram o seu auge nos anos de 2006 e 2007 com vendas anuais na Europa ( Turquia inc. ) superiores a 19.000 unidades. Em 2013 esses valores desceram consideravelmente, mas desde aí para cá e nos últimos 4 anos as vendas da X-MAX 250 cresceram novamente para um significante número de 11.000 unidades em 2016, reflexo de que o segmento de scooters entre 125cc e 300cc continua saudável e em alta.

Consciente do potencial e apostando no futuro, a Yamaha decidiu lançar este ano a nova X-MAX 300, que vem substituir a 250 e que aporta uma série de inovações.

A aposta da Yamaha baseia-se numa base instalada de 150.000 unidades vendidas nos ultimos 11 anos e clientes que, fidelizados, vão certamente querer fazer um upgrade da sua moto.

O posicionamento da X-MAX 300 e estratégia de mercado baseia-se em dois pilares, primeiro a “Necessidade” e depois o “Desejo”. No âmbito da necessidade a nova X-MAX cobre de forma exemplar aquilo que no dia a dia e numa utilização prática podemos valorizar numa scooter, potência para poder circular em segurança inclusivé em tramos de auto-estrada, conforto e segurança, poder utilizar roupa normal mais descontraída ou para o escritório, fiável e prática , e que tenha espaço de arrumação para capacetes, mochila ou laptop.

No âmbito do desejo a X-MAX 300 é um compromisso mais acessível que a T-MAX e igualmente divertida, é mais potente que a anterior X-MAX 250, o seu design é moderno e as suas linhas harmoniosas, a qualidade dos materiais excelente e os acabamentos também, tem luzes LED e SmartKey, oferece segurança extra com controle de tração e novas suspensões e quadro e tem bastante arrumação.

O Conforto a Performance e o Design são os 3 vectores que a Yamaha X-MAX 300 considerou na sua evolução em relação à sua antecessora X-MAX 250.

Novo motor mais compacto, a 4 tempos com refrigeração líquida, mais potente com cerca de 28cv, com maior eficiência de combustão e arrefecimento, garantindo um consumo mais controlado.

O novo quadro da X-MAX 300 é mais leve e ágil, e torna mais fácil de manobrar a moto manualmente. A nova suspensão dianteira aumenta o desempenho na X-MAX e confere regidez e precisão em curva, garantindo uma boa absorção das irregularidades. Os novos amortecedores traseiros, colocados numa posição quase vertical conferem agora mais estabilidade na traseira da X-MAX 300 e têm afinação em 5 níveis de pré-carga.

O controle de tração proporciona maior suavidade segurança sobretudo em pisos molhados ou com pouca tração e pode ser desligado num botão no guiador. As jantes de 15” à frente e 14” atrás conferem maior estabilidade e segurança em condução urbana.

O espaço debaixo do banco é mais amplo, com 45 litros, permitindo guardar dois capacetes integrais, ou um capacete e uma mochila. Uma pequena luz LED facilita a visibilidade do seu interior à noite ou em locais de pouca luz. Na frente tem dois locais de arrumação sendo que um deles tranca com a ignição desligada. Inclui no interior tomada de 12V para ligação de equipamentos electrónicos.

O prático sistema Keyless ou SmartKey, como lhe chama a Yamaha, permite utilizar apenas o botão central para ligar, desligar e trancar a X-MAX sempre que se mantenha a chave no bolso. O painel frontal monta também 2 botões, um para abrir o banco e outro para aceder ao tampão de gasolina.

Um pormenor interessante é a possibilidade de ajuste do guiador, em duas posições, facilitando assim a adaptação da posição à fisionomia do condutor. O pára-brisas é também ajustável em duas posições mas obriga a utilização de ferramenta para o efeito.

O novo design das carenagens mantém o icónico boomerang que caracteriza a família MAX e a combinação de cores e materiais está bem conseguida e é de belo efeito, sobretudo na nova cor bronze mate. Os farolins duplos à frente e atrás de design moderno rasgado integram tecnologia LED e os piscas estão bem integrados nas carenagens.

Gostámos da leveza e agilidade do conjunto, com uma boa capacidade de travagem graças a um disco dianteiro de 267mm e um traseiro de 245mm e com ABS de origem. A suspensão e a rigidez de todo o conjunto foi bastante melhorada em relação à sua antecessora, sem sacrificar o conforto.

A X-MAX 300 é bem mais estreita que a T-MAX deste ano o que torna o seu controle parado muito mais facilitado com os pés bem assentes no chão sem termos que mudar a posição no banco da moto.

O seu PVP de 5.995 eur torna-a numa opção muito interessante quer face à concorrência quer face à própria TMAX cuja versão DX tem agora um PVP de 13.350 eur

A Yamaha desenvolveu uma linha muito completa de acessórios originais específicos para a X-MAX 300 e também propõe dois “Packs” em opção consoante o tipo de utilização.

O Package Sport para uma utilização mais desportiva da X-MAX e o Package Touring para uma utilização mais de passeio ou viagem.

Pedro Rocha

 

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.