A guerra dos muscle cars americano continua a recorrer a armamento mais pesado. Quando a FCA anunciou que ia lançar uma variante ainda desportiva do Dodge Challenger Hellcat (gato infernal), chamada Demon (demónio) com mais de 900 cv, a General Motors não quis ficar atrás e usou um fornecedor externo para transformar o Chevrolet Camaro ZL1. A conclusão a que chegaram é que, para derrotar um demónio, é preciso um exorcista.

A Hennessey Performance foi criada em 1991 e desde então tem-se especializado, essencialmente, em produtos da GM. Embora as suas produções incidam sobre todos os aspetos do carro, incluindo decoração, comportamento e chassis, são os seus motores que chamam mais a atenção. Neste caso, pegaram no LT4, o motor V8 usado no Camaro ZL1. Com 6200 cc de cilindrada e um compressor mecânico, aumentaram a potência em mais de 50 por cento, ultrapassando os 1000 cv.

Para atingir esta potência, a Hennessey usou um compressor e intercooler ainda maiores, novas cabeças e árvores de cames. Mesmo com a potência aumentada para 1000 cv, continua a ser compatível com as duas caixas de velocidades, a manual desportiva de seis velocidades, da Tremec, e a automática de 10 velocidades (sim, dez velocidades). Existem também outras preparação especial, uma para competições de arranques, com jantes de 20 polegadas, pneus Nitto 315/30, e outra para a estrada com pneus Michelin Sport Cup 2.

Apenas 100 exemplares vão andar pelos Estados Unidos a exorcisar a concorrência da estrada. Embora o carro possa ser encomendado num stand da Chevrolet na América do Norte, a Hennessey também pode modificar o carro para quem já possua um ZL1. As alterações ao carro praticamente duplicam o preço de origem.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.