O trabalho de Ricardo Santos é conhecido em várias partes do mundo. Este director de Arte, como o próprio modestamente se define, nasceu em 1975 e é um apaixonado por automóveis desde sempre. As suas qualidades de designer são apenas superadas pelo seu perfeccionismo e os resultados estão bem patentes nos prémios que recebeu pelo seu trabalho em diversas publicações, tanto nos seus projectos gráficos como nas excelentes infografias que desenvolveu sobre variados temas.

Na sua vertente mais artística, materializa a paixão pelos automóveis de competição em ilustrações que captam toda a emoção de um objecto totalmente focado na velocidade. Poucos temas merecerão tanto a sua atenção ao detalhe, a sua simplicidade impactante, quanto os carros de rali de Grupo B. Esta série estabeleceu-se em 1983 e terminou, de forma drástica, três anos depois, quando estes monstros do asfalto, terra e neve foram banidos da competição. Excessivas, imprevisíveis e mortais, estas máquinas cativaram o público de um modo inigualável até aos dias de hoje. Os seus pilotos da época emocionam-se quando recordam este período das suas carreiras, porque todos o entendem como o seu auge.

Trinta anos após o final do Grupo B, Ricardo Santos assinala a efeméride lançando um conjunto de 10 ilustrações numa caixa comemorativa, todas numeradas e assinadas pelo autor. Este conjunto, impresso em papel de alta qualidade, está limitado simbolicamente a 200 exemplares – tantos quantos os exemplares necessários para homologar um carro de Grupo B – e pode ser encomendado directamente através do site Ricardo Artwork – Grupo B. A caixa feita à mão, com 49,5 por 34,5 cm, tem excelente qualidade e está equipada com fecho magnético. A Group B 30th Anniversary Edition Box tem um preço de 250 euros.

Adelino Dinis / Jornal dos Clássicos