Andreas Mikkelsen com a Citroën no Rali da Itália

Enquanto umas equipas hesitam, outras chegam-se à frente, e os responsáveis da Citroën não fizeram ouvidos moucos ao que disse Jost Capito na passada semana, ao referir que se a Citroën queria ser Campeã tinha que contratar Andreas Mikkelsen, e a verdade é que o norueguês vai substituir Stephane Lefebvre no Rali da Sardenha. Para já, é apenas uma prova, mas não deverá demorar ate que o ex-piloto da VW encontre um lugar certo para o futuro.

Já se percebeu nesta altura que Kris Meeke tanto pode vencer, como fez no México como borrar a pintura toda, como fez no Monte Carlo, Suécia e Argentina e com Mikkelsen a Citroën vai equilibrar fortemente os pratos da balança no que aos pilotos diz respeito.

Para Yves Matton: “Contratámos o Mikkelsen porque os nossos resultados têm estado aquém do pretendido neste início de época. Tendo em conta que só irá ter um dia de testes não terá um objetivo concreto para essa prova, mas queremos ver como será o seu ritmo e consistência, para além da adaptação ao carro”, disse Matton ao Autosport inglês, confirmando que Lefebvre regressará no Rali da Polónia. Apesar de Matton dizer que não é um castigo, devido aos fracos resultados do francês, é certo que se esta solução Mikkelsen se tornar definitiva, o jovem irá perder o seu lugar…