BMW M4 CS acelera dos 0 aos 100 km/h em 3,9 segundos

É sempre com agrado que vemos quaisquer modelos saírem da divisão M da BMW. O mais recente M4 CS é mais um desses exemplos. Uma edição limitada, só disponível até meados do próximo ano, que foi apresentada no Salão de Xangai e se coloca entre o M4 Coupé Competition Package e o M4 GTS. Este modelo combina alta performance com a permissividade de se rodar legalmente em estrada.

O motor de 6 cilindros 3.0 litros biturbo de alta performance sofreu um incremento de potência em 10 cv, passando a debitar um total de 460 cv e um binário máximo de 600 Nm. O registo dos 0 aos 100 km/h é feito abaixo da barreira dos 4 segundos, cifrando-se nos 3.9 segundos, enquanto a velocidade máxima é eletronicamente limitada a 280 km/h.

Acreditando que todos aqueles que pretendam adquirir este modelo não estejam propriamente preocupados com os consumos, ainda assim cabe mencionar que a marca anuncia valores de 8.4l/100 km e emissões de CO2 de 197 g/km. O modelo vem de série com um caixa M de sete relações e dupla embraiagem. Ambos os eixos foram concebidos em alumínio forjado, sendo, segundo a marca, extremamente leves e com o comportamento dinâmico a sair beneficiado.

De forma a proporcionar a melhor aderência em qualquer tipo de piso, o modelo vem com o DSC (Dynamic Stability Control), que inclui o M Dynamic Mode – e o Active M Differencial. Todos sofreram alterações para se adaptarem na perfeição a este M4 CS. A suspensão e direção podem ser ajustadas a gosto através de três modos: Comfort; Sport; Sport+.

À frente estão montadas jantes de 19” e atrás de 20”, ambas com design específico deste modelo e que calçam pneus Michelin Pilot Sport Cup. Este é um pneu semi-slick e que pode rodar legalmente em estrada. Para se tirar todas as dúvidas, a prova dos 9 aconteceu em Nürburgring Nordschleife, com este M4 CS a fazer um registo de 7 min. 38 sec.

No interior, o cunho desportivo salta também à vista. Bancos desportivos M em pele/alcantara; painéis das portas em fibra; capot e tejadilho em fibra de carbono reforçada que a marca refere como sendo extremamente leves e rígidos. Há ainda os sistemas BMW HiFi Professional e de navegação.

P90251026_highRes

Uma frente proeminente, com luzes LED, três generosas entradas de ar na zona inferior e um novo splitter dianteiro em carbono específico da versão atribuem-lhe um rosto apetecível. As pinças de travão M de quatro pistões à frente e dois atrás sobressaírem nas jantes. Nota para a redução de peso, com o tejadilho, spoiler da tampa da mala, a par do difusor e lábio dianteiros serem em plástico revestido a fibra de carbono. O facto de a BMW ter recorrido a vários elementos para reduzir o peso, faz com que este M4 CS tenha menos 32 kg de peso total face ao M4 ‘normal’. Os novos grupos óticos na traseira com OLED (Organic Light Emitting Diode) são o complemento de um conjunto visualmente aliciante, exterior e interiormente e, calculamos… ao volante.

André Duarte/AutoSport

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.