Bollinger B1: a aposta de TT elétrica

Por mais que se possa ser cético, os veículos elétricos são uma realidade que veio para ficar. E para os amantes deste conceito e também de todo o terreno, o Bollinger B1 é a primeira proposta de muitas que certamente se seguirão no futuro.

Falamos do primeiro veículo de todo o terreno elétrico para comercialização, que a um primeiro olhar nos traz à memória o Land Rover Defender, pelas suas linhas direitas, retas e definidas. Este exemplar surge da Bollinger Motors, sedeada em Nova Iorque, e espera-se que as primeiras unidades venham a ser entregues no início de 2019.

Esta primeira abordagem entre o mundo do TT e dos veículos elétricos acaba por assentar num produto minimalista e objetivo, de design simples e uma arquitetura que permite a remoção do tejadilho e da parte traseira. Em termos de medidas temos: 3,81 metros de comprimento, 1,94 metros de largura, 1,86 metros de altura e uma distância entre eixos de 2,67 metros.

O modelo conta com um motor elétrico que debita 360 cv e duas opções de baterias. Uma de 60 kWh que garante uma autonomia anunciada de 193 km e que pode ser carregada em cerca de 7 horas numa tomada doméstica ou em 45 minutos através de um carregamento rápido; outra com uma capacidade de 100 kWh, em que a autonomia se cifra nos 322 km. Aqui o tempo de carregamento numa tomada doméstica ascende às 12 horas ou aos 75 minutos num carregamento rápido.

Este modelo de tração integral e com um peso de 1769 kg atinge, em qualquer uma das versões, a marca dos 100 km/h em 4,5 segundos e tem como velocidade máxima 204 km/h. O chassis do Bollinger B1 é em alumínio e a parte elétrica conta com reforços para que não haja qualquer problema na transposição de rios ou valas. O mundo dos veículos elétricos não pára e este é só mais um exemplo dos avanços que têm sido protagonizados nesse sentido.

André Duarte

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.