Se conduzir, não beba. E com ressaca?

Certamente muitos de nós já tiveram aquela noite de excessos e no dia seguinte acordaram e foram conduzir, sentindo o efeito conhecido como ressaca, com sintomas sobejamente conhecidos como mal estar, cabeça pesada, enjoo ou demais manifestações de tal índole. Independentemente da reação de cada um, uma coisa é certa: não estamos nas melhores condições.

A frase “se conduzir não beba” dispensa apresentações. E se estiver de ressaca? Não conduza também, podia acrescentar-se. Conheça alguns dos perigos de conduzir com ressaca percorrendo a galeria acima ou vendo os tópicos abaixo.

André Duarte

Fonte: psychologicalscience.org

 

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.