Dakar: Attiyah deixa três Peugeot na frente da prova

Nasser al-Attiyah foi vítima de um excesso que lhe arrancou uma roda da sua Toyota Hilux e depois de ter dado imensa luta aos Peugeot, ao ponto de estar muito perto de regressar à liderança da prova, ficou parado ao Km 414. Inglório, mas o Dakar, já se sabe, ‘morde’ sempre que pode…

Até aí, Nasser al-Attiyah e Stéphane Peterhansel travaram uma grande luta na tirada de hoje do Dakar, claramente a mais complicada até ao momento. Com uma extensão de 364 km, esta foi dividida em duas partes, de modo a que os concorrentes passassem em ligação a parte de maior altitude, cerca de 5.000 metros.

Só que já perto do final da etapa, o piloto do Qatar estragou tudo e isso deixou os Peugeot na frente, com Stéphane Peterhansel mais de três minutos na frente de Carlos Sainz. Finalmente os MINI deram um ar da sua graça, Mikko Hirvonen foi quarto na etapa, atrás do terceiro Peugeot, o de Sébastien Loeb, que ao partir na frente depois do triunfo de ontem, teve mais dificuldades numa etapa com muita navegação e dificuldades.

Contudo, curiosamente, o ex-Campeão do Mundo de Ralis mantém a liderança da prova, agora com um avanço de 42 segundos face a Carlos Sainz, com Peterhansel a ascender à terceira posição, estando agora a 4m18s. O primeiro não Peugeot é agora Mikko Hirvonen que tem agora quase quatro minutos de avanço para Nani Roma, que é quinto da geral. Sexto lugar para Yaazeed al Rahji. Mais informação assim que possível.

José Luis Abreu/Autosport