Dakar: Loeb explica atraso dos Peugeot

Sébastien Loeb foi sexto na primeira etapa do Dakar e explicou com grande clareza o porquê de nenhum dos Peugeot surgir nos primeiros lugares: “A especial não era fácil para nós, o terreno era muito difícil, primeiro com zonas de muito fraca aderência, outras demasiado estreitas. Tentei ter um bom ritmo, mas sem exagerar. Nesta etapa a tração à quatro rodas eram muito melhores neste tipo de especial. Para além disso, o nosso carro é muito grande, e nada fácil de guiar nestas estradas.

Estou um minuto atrás do Nasser, que estabeleceu uma boa diferença para todos, mas hei, é apenas o começo. O que evitei mesmo foi ficar atascado ou sair de pista, não queria mesmo correr riscos. Penso que a pista deve estar melhor para amanhã, então tudo está bem”, disse o francês cuja explicação se pode estender a todos os Peugeot, pois como é fácil perceber ainda a procissão vai no adro e é muito fácil perder um Dakar logo na primeira etapa – veja-se os trabalhos em que está metido o vencedor da etapa, Nasser al Attiyah, mas ganhá-lo, ninguém o consegue…

José Luis Abreu/Autosport