F1: Atitude de Sebastian Vettel pode sair-lhe muito cara

Jean Todt, presidente da FIA poderá ordenar uma investigação ao sucedido no GP do Azerbaijão de F1, no que se refere ao ‘desaguisado’ entre Sebastian Vettel e Lewis Hamilton. O alemão saiu de Baku sem querer falar do assunto mas neste momento já deve ter percebido que colocou violentamente o pé na poça depois de ter reagido da forma que pode ver no vídeo em baixo ao que pensou ser um ‘brake test’ de Hamilton, que a Mercedes e a FIA já provaram não ter existido, via telemetria: “É possível que Vettel seja convocado pelo tribunal Desportivo da FIA e pode ser penalizado” escreveu o reputado jornalista de F1, Michael Schmidt da auto Motor und Sport.

Recorde-se que é a segunda vez em poucos meses que Vettel se vê envolvido em confusões com a FIA, depois do que sucedeu o ano passado com o Diretor de Corrida, Charlie Whiting, no México. Em declarações à Servus TV austríaca, Christian Klien foi claro: “Foi uma provocação de Hamilton (ter desacelerado) mas Vettel perdeu a compostura e deixou-se afetar de forma anti-desportiva. E a penalização foi demasiado branda para uma atitude daquelas” disse, e não é o único a pensar assim. O Ex-Diretor da Renault, Flavio Briatore diz que “O que Vettel fez foi muito estranho”, mesmo incompreensível. É verdade que Hamilton abrandou mas não sei o que passou pela cabeça do Vettel em fazer o que fez”

Já Mika Salo é de opinião que Vettel pode ter guinado o volante inadvertidamente pois nessa altura gesticulava, numa apreciação, chamemos-lhe “diferente” do que toda a gente viu. E se assim fosse, porque Vettel não se apressou a pedir desculpa no final a dizer que foi sem querer?

Veja o vídeo – CLIQUE AQUI