F1: Baralhar o plantel e a ‘fava’ sai a…Pascal Wehrlein!

As novidades dos últimos dias na Fórmula 1, referem a grande probabilidade de Carlos Sainz rumar à Renault já a partir do próximo Grande Prémio da Malásia de Fórmula 1, uma situação lateral ao acordo quadripartido entre a McLaren, Renault, Toro Rosso e Honda. Quedamos-nos pelos pilotos e aqui a fórmula é fácil, mas tem danos ‘colaterais’.

Carlos Sainz sai da Toro Rosso e vai para a Renault de onde sai Jolyon Palmer. Para a Toro Rosso vai Pierre Gasly. Até aqui tudo normal. A partir daqui, os ‘danos’. Sergio Pérez estava a negociar com a Renault e vai ter que ficar na Force India, o mesmo sucedendo com Esteban Ocon, que a Renault também ‘tentou’. Isto significa que Pascal Wehrlein não vai poder passar da Sauber para a Force India, e com o acordo Sauber-Ferrari, é quase certo que Charles Leclerc vai para Hinwill, pelo que o jovem alemão vai ter que procurar outro ‘poiso’ (leia-se’ a Mercedes vai ter que o colocar, se conseguir). A Martini obriga por contrato a Williams a ter um piloto com mais de 25 anos, e com Lance Stroll bem seguro, não restam muitas hipóteses a Wehrlein. E no DTM também não…