F1: Divergências na Sauber terão levado à saída de Monisha Kaltenborn

Surgiram ontem informações que a saída de Monisha Kaltenborn da Sauber, está relacionada com uma querela relativa à forma como os dois pilotos da equipa são tratados, mas os donos emitiram um comunicado a negar que Marcus Ericsson e Pascal Wehrlein sejam tratados de forma diferente no seio da Sauber: “Os proprietários e conselheiros da Sauber Motorsport AG fazem uma exceção para reagir à especulação que surgiu na imprensa relativamente ao tratamento dado aos nossos nossos pilotos. Essa é uma informação falsa, pois isso seria contrário ao compromisso de sempre da equipa, de concorrência leal. Essas informações, atribuídos a fontes anónimas, são altamente prejudiciais tanto para o Marcus Ericsson quanto para o Pascal Wehrlein, e ainda para a gerência e todos os funcionários da Sauber F1 Team”, lê-se no comunicado.
Acredita-se agora que a saída de Monisha Kaltenborn, que abandonou a equipa com efeitos imediatos se tenha dado devido a esta questão. As operações da equipa em Baku serão supervisionadas pelo team manager Beat Zehnder e o Diretor técnico, Jorg Zander.