F1: Do mundo virtual para um campeonato oficial

As competições de jogos de vídeo são cada vez mais frequentes em todo o mundo e a Fórmula 1 não quer ficar para trás. O primeiro campeonato de F1 de ‘eSports’ vai ter lugar já este ano, numa parceria entre a Fórmula 1, a Codemasters – empresa que faz o jogo oficial da competição –, e a Gfinity – especialista neste tipo de competição.

A competição começa já em setembro, na mesma altura que o jogo fica disponível nas lojas. Os 40 pilotos mais rápidos no mês de setembro passam à fase seguinte que será em Londres na Gfinity Arena a 10 e 11 de outubro. Os 20 primeiros desta ronda passam à final, que será em novembro, em Abu Dhabi, durante o fim de semana que fecha também o campeonato que se espera discutido até à última por Mercedes e Ferrari. Um dos prémios do vencedor deste ano é aparecer no jogo do próximo ano como piloto.

“Este lançamento apresenta-nos uma excelente oportunidade para a F1: estrategicamente e numa forma de ganhar adeptos. Primeiro que tudo é uma maneira muito boa de ganhar adeptos. Claro, que tal como fazemos na F1, vamos continuar a inovar e a evoluir, de forma a que possamos ter o melhor campeonato possível para os nossos adeptos”, disse Sean Bratches, diretor comercial da F1.

Esta não é a primeira vez que os jogos de vídeo de corrida se aliam à realidade. No jogo Gran Turismo, todos os anos existe a Nissan GT Academy, competição que permite ao vencedor passar para a equipa da Nissan nos GT’s, e que chegou a ser ganho pelo português Miguel Faísca.

Existem outros campeonatos com competições oficiais, como o WRC, que já vai na segunda edição do campeonato. A Fórmula E que teve uma competição em Las Vegas em janeiro com um prémio de um milhão de dólares para o vencedor, ou a McLaren que está a criar o projeto ‘World’s Fastest Gamer’, em que o vencedor terá a oportunidade de usar o simulador da equipa.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.