F1: Toto Wolff está preocupado com ataque da Ferrari

Toto Wolff, diretor da Mercedes F1, revelou que está preocupado com um possível salto de qualidade da Ferrari e que a equipa italiana possa ser uma ameaça à defesa do título por parte da Mercedes. Numa entrevista ao jornal italiano Gazzetta dello Sport, Wolff explicou como “a Ferrari tem o potencial e os recursos para ser competitiva. Em 2012, nós não éramos os favoritos, mas com as mudanças regulamentares tornámo-nos vencedores”.

Embora a Ferrari tenha tido problemas com a evolução aerodinâmica nos últimos meses, com a saída de James Allison, Wolff vê a promoção de Mattia Binotto, que passou a gerir esta área em conjunto com outras responsabilidades, como uma mais-valia, pois “a Ferrari não precisa de mercenários. Manter a identidade italiana é uma vantagem. A decisão do Marchione e do Arrivabene é a ideal”.

A Mercedes pode chegar a 2017 com uma vantagem emocional, mas não necessariamente técnica, e Toto Wolff não pretende ‘dormir à sombra da bananeira’ com os seus títulos atuais. A Ferrari foi uma das várias equipas que preferiu concentrar-se no desenvolvimento do carro para o novo ano ainda durante a época passada.

Paulo Manuel Costa/Autosport