F1: E que tal um McLaren-Ferrari em 2018?

Pode parecer demasiado estranho mas é o que escreve o jornal italiano ‘La Gazzetta dello Sport’, ao noticiar que os responsáveis da McLaren estão também a negociar com a Ferrari a possibilidade de ter o seu motor para o ano.

Depois de muito de ser falado da hipótese Mercedes, e tal como é natural em qualquer negócio, a McLaren está a avaliar todas as suas possibilidades e por isso aponta aos dois melhores motores do plantel, sendo que este ano a diferença da unidade motriz italiana face à da Mercedes já não é tão grande, quanto nos últimos anos.

No meio disto tudo o que fica cada vez mais claro é que a Honda vai mesmo perder a McLaren, pois apesar de alguns sinais positivos para o lado nipónico, o que conseguiram está ainda muito longe das ‘exigências’ dos homens de Woking.

Caso se confirmasse, seria uma das parcerias mais improváveis da história da Fórmula 1, num registo que não iria soar nada bem aos adeptos mais antigos da disciplina, mas a verdade é que hoje se vive num mundo bem diferente…