Fernando Alonso não vai ao GP do Mónaco para correr na Indy 500

Grande surpresa! Fernando Alonso vai participar nas 500 Milhas de Indianapolis com a Andretti Autosport IndyCar, equipa gerida pelo antigo piloto da McLaren F1, Michael Andretti. Tendo em conta que a data é concomitante com o Grande Prémio do Mónaco de Fórmula 1, Jenson Button regressa à McLaren, bem mais cedo do que esperava.

O acordo foi mantido no mais completo segredo até à sua divulgação e esta terá sido a forma da McLaren e da Honda manterem o espanhol “feliz e contente”, como se percebe pelas suas palavras: “Estou imensamente excitado por correr nas Indy 500 com a McLaren, Honda e a Andretti Autosport. As Indy 500 são uma das mais famosas corridas do Mundo, e só têm rival nas 24 Horas de Le Mans e no GP do Mónaco de F1, que é uma pena não disputar. Mas voltarei ao cockpit do McLaren-Honda MCL32 no Canadá” disse Alonso.

Este é claramente um passo dado para manter Alonso contente, numa altura em que muitos já duvidam que o espanhol fique muito mais tempo em Woking, mas a verdade é como já ouvimos hoje dizer, Alonso tem 32 milhões de razões para permanecer na McLaren e pode simplesmente já ter “encolhido os ombros” e ficado resignado ao facto de estar a ser difícil criar condições para ser campeão do mundo de F1 pela terceira vez. Esteve muito perto com a McLaren em 2007, esteve posteriormente também perto com a Ferrari, mas se pensou que com a McLaren isso poderia ser possível, a verdade é que isso está cada vez mais longe de poder acontecer. Não duvidamos das suas palavras relativamente à qualidade das corridas que fez na Austrália e China, quando disse terem sido das melhores prestações da sua carreira, mas a realidade é que não passa do fim do pelotão, porque o carro não lhe permite mais…

Quanto às Indy 500, será a primeira experiência de Fernando Alonso na IndyCar e logo na sua mais famosa corrida. Como equipa, a McLaren venceu por duas vezes as Indy 500, em 1974 e 1976 com Johnny Rutherford, isto depois de Mark Donohue ter vencido em 1972 com um McLaren-Offenhauser da Roger Penske Entreprises. A última vez que um piloto de F1 correu na Fórmula 1 e nas Indy 500 na mesma época foi em 1994, quando Nigel Mansell realizou quatro Grandes Prémios com a Williams ao mesmo tempo que corria com Newman/Haas Racing. Três anos depois, Vincenzo Sospiri correu nas Indy 500 de 1997 depois de não ter conseguido qualificar-se para o GP da Austrália de F1 com um Lola.

José Luís Abreu/Autosport

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.