GP Azerbaijão F1: Contra ataque da Ferrari?

Lewis Hamilton teve uma corrida perfeitamente descansada na frente no GP do Canadá, mas isso pode agradecer a Max Verstappen que estragou a corrida de Sebastian Vettel em Montreal. São coisas que acontecem, pode suceder a qualquer um, mas a verdade é que evitou o que poderia ter sido mais um grande duelo entre os dois mais destacados pilotos do ano, que partem agora para o Azerbaijão separados por 12 pontos. A Ferrari também perdeu, com o mau resultado do Canadá o comando do Mundial de Construtores, mas a diferença é curta e o resultado do Canadá foi anormal.

Portanto, entre a Mercedes e a Ferrari há bons motivos para esperar mais um bom duelo, naquela que será a segunda corrida em Baku. O ano passado a Ferrari deu-se bem, e sem que isso queira significar muito para este ano (porque a Ferrari deu-se mal em muitos lados o ano passado e isso este ano já não aconteceu) mas a verdade é que se espera claramente uma luta Mercedes/Ferrari.

Vai haver vencedor diferente do ano passado, isso é certo, pois foi Nico Rosberg que ganhou. Curiosamente a performance de Lewis Hamilton em Baku o ano passado não foi das melhores, mas este ano há um dado que tem incomodado de alguma forma os Mercedes W08, a distância entre eixos maior que a dos seus principais adversários, mas neste traçado isso ajuda.

Outro ponto muito importante a seguir passa por saber como vai estar a Red Bull, mas tal como já aconteceu no Canadá, ninguém se vai admirar muito se a Force India voltar a fazer melhor. Tem um motor Mercedes, o que ajuda muito…

Depois do que se viu no Canadá, os responsáveis da Force India começam a ter o mesmo problema que a Mercedes teve até o ano passado, a luta interna entre os seus dois pilotos. Houve muita discussão estas duas semanas sobre ordens de equipa depois da ‘teimosia’ de Sergio Pérez, que não permitiu ser passado por Esteban Ocon, facto que poderá ter valido a perda de um possível pódio em Montreal. Mas por outro lado, a verdade é que Sergio Pérez está apenas a um ponto de Max Verstappen no campeonato. A Force India é claramente um caso a seguir em Baku…

O segundo pelotão tem sido equilibrado, e fica por saber o que vão fazer os Williams, pois Felipe Massa não vai ter sempre o incómodo de um dia mau de Carlos Sainz e Lance Stroll tirou um peso de cima no Canadá e vai para Baku um pouco mais confiante. Vamos ver o que sai dali…

Horário

Sexta, 23 de Junho

Treinos Livres 1 10h00

Treinos Livres 2 14h00

Sábado, 24 de Junho

Treinos Livres 3 11h00

Qualificação 14h00

Domingo, 25 de Junho

Corrida 14h00

Horários de Portugal Continental

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 Pts
AUS CHN BHR RUS ESP MCO CAN AZE AUT GBR HUN BEL ITA SGP MYS JPN USA MEX BRA ABD
1. S. VETTEL 25 18 25 18 18 25 12 141
2. L. HAMILTON 18 25 18 12 25 6 25 129
3. V. BOTTAS 15 8 15 25 12 18 93
4. K. RAIKKONEN 12 10 12 15 18 6 73
5. D. RICCIARDO 12 10 15 15 15 67
6. M. VERSTAPPEN 10 15 10 10 45
7. S. PEREZ 6 2 6 8 12 10 44
8. E. OCON 1 1 1 6 10 8 27
9. C. SAINZ 4 6 1 6 8 25
10. F. MASSA 8 8 2 2 20
11. N. HULKENBERG 2 4 8 4 18
12. R. GROSJEAN 4 1 4 1 10
13. K. MAGNUSSEN 4 1 5
14. P. WEHRLEIN 4 4
15. D. KVYAT 2 2 4
16. L. STROLL 2 2
17. J. PALMER 0
18. M. ERICSSON 0
19. F. ALONSO 0
20. A. GIOVINAZZI 0
21. S. VANDOORNE 0
1. Mercedes 33 33 33 37 25 18 43 222
2. Ferrari 37 28 37 33 18 43 18 214
3. Red Bull TAG Heuer 10 27 10 10 15 25 15 112
4. Force India Mercedes 7 3 7 14 22 18 71
5. Toro Rosso Renault 6 6 1 8 8 29
6. Williams Mercedes 8 8 2 2 2 22
7. Renault 2 4 8 4 18
8. Haas Ferrari 4 4 1 5 1 15
9. Sauber Ferrari 4 4
10. McLaren Honda