GP China F1: Vitória fácil de Lewis Hamilton

Lewis Hamilton obteve na China uma vitória fácil, já que depois de partir na frente, aproveitou bem o facto de, atrás de si, as coisas se terem desenrolado duma forma caótica. Sebastien Vettel foi segundo, minimizando desta forma as perdas, pois o que lhe aconteceu na fase inicial da corrida, determinou o seu ‘destino’.

O piloto da Ferrari aproveitou o Safety Car Virtual resultante da saída de pista de Lance Stroll, que foi ‘empurrado’ por Sergio Pérez, mas pouco depois o Safety Car entrou em pista, e no meio de toda a confusão o alemão foi um dos ‘perdedores’, pois caiu de segundo para sexto. Aquele Safety Car não veio nada a calhar para o piloto da Ferrari. Com isso, Hamilton foi-se afastando e construiu a margem que precisava para nunca ser incomodado durante toda a corrida.

Houve quem tivesse tido muita sorte, por exemplo Max Verstappen, que partiu de 17º e à 11ª volta já era segundo classificado. Muita sorte e muito bom andamento. O jovem holandês foi terceiro depois duma excelente batalha com o seu colega de equipa, Daniel Ricciardo, pelo último lugar do pódio, com os dois Red Bull e terminarem a corrida bem juntos. Kimi Raikkonen foi quarto depois duma corrida em que se queixou de falta de potência à saída de algumas curvas no seu Ferrari. Teve muito tempo o seu companheiro de equipa, Vettel, atrás de si, mas o alemão realizou uma fantástica ultrapassagem, e depois do passar, afastou-se.

Valtteri Bottas foi sexto e um dos grandes prejudicados do que aconteceu na fase inicial da corrida, já que caiu de segundo para 12º com a ida às boxes na entrada do Safety Car. Mais informação dentro de momentos.

No início da corrida só o Toro Rosso de Carlos Sainz e o Renault de Jolyon Palmer arrancaram com slicks, Hamilton partiu bem, mas a fase inicial da corrida foi totalmente caótica nas primeiras voltas, com um conjunto de incidentes que provocou primeiro um Safety Car Virtual, a que se seguiu, pouco depois a entrada do Sfety Car em pista. Tudo porque, em primeiro lugar, Sergio Pérez deu um toque na traseira do Williams de Lance Stroll levando-o a sair de pista e a abandonar. Pouco depois foi a vez de Antonio Giovinazzi bater, despistando-se quando rodava… a direito na reta. Com isto tudo e com as idas às boxes para troca dos pneus intermédios com que quase todo o plantel iniciou a corrida, a classificação ficou muito ‘misturada’ face à grelha inicial. Vettel e Bottas perderam alguma coisa, Verstappen passou de 17º para 3º, e mais tarde para segundo…

Após a partida Hamilton aguentou Vettel atrás de si, Raikkonen uma posição para Ricciardo, Carlos Sainz arrancou de slicks e despistou-se na primeira curva, Stroll abandonou, Giovinazzi despistou-se, os carros tiveram que passar pelo pitlane. A corrida recomeçou cinco voltas depois, com Lewis Hamilton na frente de Daniel Ricciardo com… Max Verstappen em 3º (partiu de 17º) e os Ferrari logo a seguir. Carlos Sainz que se despistou na segunda curva, era…sexto, na frente de Fernando Alonso.

Quando a corrida recomeçou, todos os pilotos já estavam de slicks, com Ricciardo a ser na altura o segundo classificado atrás de Hamilton. Verstappen passou Raikkonen e ficaram dois Red Bull atrás do Mercedes. Vettel passou Raikkonen, passou a aproximar-se de Verstappen, que bloqueou rodas e foi passado. nessa altura, Hamilton tinha sete segundos na frente de Vettel, e as coisas não mudaram muito até final. A luta pelo terceiro lugar entre os dois Red Bull foi muito interessante, Kimi Raikkonen foi quinto na frente do também azarado Valtteri Bottas, que, verdade seja dita, nunca teve andamento para muito mais.

Carlos Sainz foi um magnífico sétimo classificado ele que se despistou..na segunda curva porque arrancou com slicks. Aproveitou os Safety Car, Virtual e ‘real’, e desde aí foi sempre a ‘somar’. Kevin Magnussen foi oitavo com o Haas-Ferrari e realizou das melhores corridas que lhe vimos em muito tempo. Sergio Pérez e Esteban Ocon completaram o top 10, um bom resultado de conjunto para a Force India. A luta no meio do pelotão foi novamente muito animada e neste momento a Toro Rosso é quarta classificada no Mundial de Construtores na frente da Force India, Williams e Haas.

Classificação

1. Lewis Hamilton GBR Mercedes – Mercedes 56 voltas
2. Sebastian Vettel GER Ferrari – Ferrari +6.250s
3. Max Verstappen NED Red Bull – TAG +45.552s
4. Daniel Ricciardo AUS Red Bull – TAG +46.987s
5. Kimi Raikkonen FIN Ferrari – Ferrari +48.076s

6. Valtteri Bottas FIN Mercedes – Mercedes +48.808s
7. Carlos Sainz ESP Toro Rosso-Renault +1m 11.115
8. Kevin Magnussen DEN Haas-Ferrari +1 volta
9. Sergio Perez MEX Force India-Mercedes +1 volta
10. Esteban Ocon FRA Force India-Mercedes +1 volta

11. Romain Grosjean FRA Haas-Ferrari +1 volta
12. Nico Hulkenberg GER Renault – Renault +1 volta
13. Jolyon Palmer GBR Renault – Renault +1 volta
14. Felipe Massa BRA Williams – Mercedes +1 volta
15. Marcus Ericsson SWE Sauber – Ferrari +1 voltas

Abandonos

16. Fernando Alonso ESP McLaren-Honda 34 voltas
17. Daniil Kvyat RUS Toro Rosso-Renault 18 voltas
18. Stoffel Vandoorne BEL McLaren-Honda 16 voltas
19. Antonio Giovinazzi ITA Sauber – Ferrari 2 voltas
20. Lance Stroll CAN Williams – Mercedes 0 voltas

José Luis Abreu/Autosport