FIA procura limites para as ‘barbatanas de tubarão’

A FIA quer estabelecer limites ao uso das ‘barbatanas de tubarão’ e das ‘T-wing’ nos monolugares de F1. Uma reunião do Grupo de Estratégia e a Comissão de F1 teve lugar em Paris, onde foi decidido implementar mudanças nos regulamentos que vão estar prontas antes de serem submetidas a aprovação pelo Conselho Mundial.

Os dispositivos têm sido alvo de críticas, com Christian Horner a procurar um acordo junto das outras equipas para proibir o uso das ‘barbatanas de tubarão’ no capot do motor dos atuais carros de F1. As ‘T-wing’ surgem também naquela parte dos monolugares e também já foram alvo da FIA quando um daqueles dispositivos caiu do Mercedes de Valtteri Bottas durante os treinos livres do Grande Prémio do Bahrein, provocando estragos avultados no Red Bull de Max Verstappen.

Além disso as equipas têm sido avisadas para se assegurarem que os nomes e os números dos pilotos possam ser mais facilmente identificados nos eus carros. A FIA garantiu que a partir do Grande Prémio de Espanha (12 a 14 de maio) vai ser severa relativamente a este último tema.

Nuno Barreto Costa/Autosport

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.