Mercedes com recorde de vendas a abrir o ano

2017 começou da melhor maneira para a Mercedes-Benz. A marca germânica registou a venda de 178.467 veículos em todo o mundo no mês de janeiro, o que se traduz por um crescimento de 18,3%. Valores que constituem o melhor arranque de sempre da marca num ano civil.

O mercado europeu é aquele que mais tem contribuído para estes números. Só  no mês de janeiro a Mercedes registou uma subida de 12,3% (61.670 veículos) neste continente. Na Alemanha foram vendidos 18.017 carros, um registo de mais 14,2%. Na região Ásia-Pacífico, a marca atingiu o seu melhor resultado de sempre, com 82.583 unidades comercializadas, mais 30,2%. Por exemplo, na China, pela primeira vez, foi superado o número de 50.000 unidades comercializadas, tendo o número cifrado-se em 58.799 unidades, mais 39,3% – com a venda de mais 12.000 veículos que no anterior recorde. Já na Coreia do Sul a Mercedes-Benz obteve um crescimento de 47%, novo recorde de vendas em janeiro. Na região NAFTA, a Mercedes-Benz iniciou o ano com um crescimento de 6,4%, com 30.001 automóveis a serem entregues nos EUA, Canadá e México, sendo que apenas nos EUA foram contabilizadas 25.527 unidades, mais 3,5%.

Em termos de modelos, destaque para a performance de vendas que o novo Classe E, disponível desde março de 2016, alcançou. No último ano registou um recorde de vendas, com 29.963 unidades da Limousine e Station a serem vendidas em todo o mundo, representando um aumento de cerca de 75% face a janeiro de 2016. Os SUV’s da Mercedes-Benz contribuíram igualmente para o crescimento global da marca em 2017, com 65.004 unidades entregues a clientes no primeiro mês do ano, representado mais 20,5%. Em janeiro as vendas de roadsters, cabriolets e coupés aumentaram 51,3%, para 10.894 unidades. Com 9.649 modelos entregues durante o mês de janeiro, a smart cresceu 3,5% em 2017.

André Duarte/AutoSport