“Quero começar no SimRacing: O que necessito e quanto vou gastar?”

Precisamente no dia em que os responsáveis da Fórmula 1 anunciam uma nova competição em paralelo com o lançamento com o novo jogo da Fórmula 1 para PC e consolas – SAIBA TUDO AQUI.

O AutoSport dá sequência a uma série de artigos sobre simuladores, e desta feita o pressuposto é “Quero começar no SimRacing o que necessito e quanto é que vou gastar?” Esta é uma pergunta que muitos futuros ‘pilotos’ fazem antes de começar no Simracing. Vamos partir do princípio que não temos nada, nem consola ou computador, sendo que os preços indicados são meramente indicativos, servindo apenas de guia.

Vamos começar pela plataforma a usar. Escolhemos uma consola ou um Computador?
Comecemos pelas consolas. Temos neste momento a Playstation4 e a Xbox One, as duas estão praticamente ao mesmo preço, 270€, sendo que no caso da PS4 existe a versão Pro, mais ‘quitada’ e já preparada para jogos mais ‘intensos’. Custa à volta de 400€.

Depois, precisamos de um conjunto de volante e pedais com um mínimo de qualidade, para isso conseguimos arranjar o Thrustmaster T150 (para a Playstation4) e o Thrustmaster TMX (para a Xbox One) por 170€. A partir daqui, os valores são sempre a subir, e tanto no caso da Thrustmaster como da Logitech, as duas mais conhecidas, mas longe de serem as únicas, a terem conjuntos volante/pedais à volta dos 400€ que deixam qualquer um pasmado.

Depois, o jogo em si, o simulador. Neste caso, damos como exemplo dois que são comuns a ambas as consolas, o Assetto Corsa e o Project Cars (o novo Project Cars2 estará disponível em setembro, por isso neste momento pode não ser um bom investimento adquirir agora) e aqui temos vários preços, o Project Cars a 40€, o Assetto Corsa a 50€ e a Pré-encomenda do Project Cars 2 a 60€. Ainda temos na Playstation4 o Grand Turismo: Sport e na Xbox One o Forza Motorsport 7, ambos também em Pré-encomenda, com data prevista para Outubro e com o preço de 60€.

Contas feitas, tem que se gastar um mínimo de 500€ para começar e isto é mesmo o mínimo… dos mínimos.

Para praticar SimRacing num Computador os volantes indicados anteriormente funcionam também no PC, por isso o valor é o mesmo, temos que gastar um mínimo de 170€ num conjunto de volante e pedais.

Depois, o que mais varia é o preço do computador, pois para usar os simuladores com alguma qualidade é necessário ter um computador bem ‘quitado’ e neste caso a qualidade da diversão e da forma como so jogos ‘passam’ no PC, é diretamente proporcional aos que se gastar no PC. Bom processador, muita memória e principalmente uma boa placa gráfica é absolutamente fundamental e por isso não se gasta menos de 700€, sendo que ainda acresce um monitor, se não der para ligar a um TV que já exista em casa. No caso do monitor, um mínimo de 120€ para um monitor de 22 polegadas, mas como já referimos, tudo o que gastar acima disso vai refletir-se diretamente na qualidade da diversão que terá ao jogar. Claramente!

Em relação ao simulador que se pode usar no computador, há muito mais escolha, muitos preços e modelos de negócio diferentes. Existem vários a 30€ (Assetto Corsa, Automobilista, Project Cars e rFactor2) e outros um pouco diferentes que são mais baratos com o RaceRoom, em que existem seis carros e quatro pistas, que se podem usar, Há ainda o iRacing que ao ser subscrito, fica-se com 15 carros e 15 pistas. Para te iniciares no computador precisas de aproximadamente 1000€, o dobro do que é necessário para começar numa consola.

No caso das consolas, pondere o investimento numa PS4 Pro, 100€ mais cara e num conjunto volante/pedais melhor. Por exemplo o T300 RS da Thrustmaster ou a versão equivalente da Logitech, o G29, no caso do PC, gaste o que puder no ‘artilhar’ do computador pois isso é diretamente proporcional à diversão.

Se a sua vontade de se divertir a este nível não for assim tanta, e preferir, dez vez em quando ‘matar o bicho’, o que não faltam por aí são autódromos virtuais. Não se esqueça é de uma coisa importante. Se for pouco menos que um iniciado, não comece por um Fórmula 1. Vai sair de lá frustrado e nunca mais volta. Como todo e qualquer piloto ‘rookie’, comece por ‘baixo’…e divirta-se!

Aqui, pode recordar a “História do SimRacing” – CLIQUE AQUI.