Regresso às 24 Horas de Le Mans na ‘mira’ da McLaren?

O novo presidente da McLaren afirmou que deseja o regresso da marca às 24 Horas de Le Mans.

A marca de Woking venceu a clássica francesa de endurance em 1995, com um modelo F1 GTR guiado por Yannick Dalmas, Masanori Sekiya e JJ Letho.

Zak Brown acredita que é possível voltar a conhecer a glória no circuito de La Sarthe. Aliás considera que o regresso a Le Mans ‘encaixa’ na atividade comercial da empresa, que constrói carros superdesportivos.

“Ganhamos Le Mans e a corrida está presente na nossa história. Uma parte do meu trabalho é decidir onde a marca McLaren deve correr. Regressar a Le Mans é algo que identificamos e analisamos. Pessoalmente adorava ver-nos em Le Mans, e não sou o único com esta opinião”, afirma o CEO da McLaren.

Uma decisão final sobre um regresso da marca britânica às 24 Horas de Le Mans terá de ser feita pela McLaren Automotive e o seu diretor operacional Mike Flewitt.

Zak Brown admite que a regressar a La Sarthe provavelmente seria na categoria GTE, embora não exclua a construção de um protótipo LMP1, repetindo o famoso chavão “nunca digas nunca”.

Nuno Barreto Costa/Autosport