Ross Brawn de volta à Fórmula 1

Confirmando rumores nesse sentido, Ross Brawn está de regresso à Fórmula 1. Desta vez o antigo diretor da Mercedes, e engenheiro na Williams, Benetton e Ferrari, passa a exercer o cargo de diretor executivo da Liberty para a disciplina. O britânico de 62 anos – que no seu currículo tem 19 títulos mundiais, um dos quais com a sua própria equipa (BrawnGP) mostra-se radiante por estar de regresso à F1.

“Gostei de ser consultor da Liberty Media nestes últimos meses e estou ansioso por trabalhar com Chase (Carey, o presidente), Sean (Bratches) e o resto da equipa da Formula One, de modo a ajudar na evolução deste desporto”, reagiu Brawn.

“Temos uma oportunidade sem precedentes para trabalhar conjuntamente com as equipas e os promotores para uma melhor Fórmula 1 para eles e, mais importante, para os fãs”, sublinhou o britânico.

Brawn trabalhará em estreita colaboração com o antigo vice-presidente da ESPN, Sean Bratches, que terá as funções de diretor para as operações comerciais da Fórmula 1. Chase Carey deixa uma palavra de apreço para o homem que foi substituir, Bernie Ecclestone, não esquecendo os 40 anos de dedicação à modalidade, “com um conhecimento técnico sem paralelo, experiência e relações”, dos quais toda a F1 beneficiou.

Nuno Barreto Costa/Autosport