Toyota vai ter caixa de 10 velocidades

A Toyota vai introduzir uma série de novas tecnologias e melhoramentos de sistemas, motores e transmissões atuais até 2021. Nestas, o destaque vai para duas novas caixas de velocidade automáticas, uma com oito relações e outra com dez. Ambas pretendem melhorar a eficiência e reduzir perdas energéticas (e consequentemente, consumos).

Em ambos os casos, as novas transmissões do construtor japonês beneficiam de uma nova técnica de produção que reduz a fricção nas rodas dentadas e na embraiagem. Neste caso, a perda de força da embraiagem é reduzida em 50 por cento em comparação com a atual caixa de seis velocidades. Apesar de terem mais relações de caixa, a Toyota também garante que estas serão mais compactas e mais leves que as transmissões atuais, rebaixando o centro de gravidade do carro.

Tanto a caixa de oito como a caixa de dez velocidades têm engrenagens mais largas e um novo conversor de binário, permitindo manter a caixa na relação de velocidade ideal numa faixa mais ampla, com o objetivo de melhorar a velocidade de resposta às solicitações do condutor no pedal do acelerador.

A caixa de dez velocidades, em particular, recorre a um conjunto de engrenagens close ratio, fazendo com que a troca de mudanças seja mais fluída, e garantindo uma utilização da rotação ideal em regimes baixos e médios. A Toyota garante que a troca de mudanças vai ser uma das mais rápidas.

A Toyota não é o primeiro construtor automóvel a disponibilizar uma caixa de dez velocidades, já que a GM e a Ford desenvolveram uma transmissão do género em conjunto, para ser incluído em modelos desportivos como o Chevrolet Camaro e Ford Mustang ou nas pick-ups de grandes dimensões. A Honda também já patentou uma caixa de 11 velocidades, e utiliza regularmente uma caixa nove velocidades no Honda NSX.