BMW revela o seu programa desportivo e Félix da Costa fica na Fórmula E

A BMW Motorsport anunciou o seu programa desportivo para a temporada de 2017, incluindo a manutenção do DTM, ainda que com uma equipa de apenas seis pilotos, e o seu programa para as corridas de resistência, que inclui a preparação para a entrada no Campeonato do Mundo de Endurance em 2018.

António Félix da Costa vai estar primariamente concentrado na Fórmula E, onde a BMW iniciou a cooperação com a MS Amlin Andretti a partir desta temporada. A BMW pretende ganhar experiência na modalidade, antes de ampliar o seu envolvimento. Félix da Costa, ao lado de Martin Tomczyk e Alexander Sims, vai também ser um dos pilotos de desenvolvimento do programa do WEC, com a equipa MTEK.

No DTM, os três carros vão ser divididos pelas equipas RMG de Stefan Reinhold e RBM de Bart Mampaey. A primeira vai ter a seu cargo os carros de Marco Wittmann, Timo Glock e Augusto Farfus, enquanto a segunda vai acompanhar Tom Blomqvist, Maxime Martin e Bruno Spengler. Como já havia sido anunciado, António Félix da Costa e Martin Tomczyk deixam o DTM.

Voltando às corridas de resistência, a BMW vai procurar pela primeira vitória do BMWQ M6 GTLM no IMSA WeatherTech SportsCar Championship, com dois carros entregues à Rahal Hogan Letterman Racing. O veterano americano Bill Auberlen vai ter a companhia de Alexander Sims, vencedor das 24 Horas de Spa, enquanto John Edwards vai ter a companhia de Martin Tomczyk. Augusto Farfus e Bruno Spengler vão acompanhar Auberlen e Sims no Art Car em Daytona, com Kuno Wittmer e Nicky Catsburg no segundo carro.

Foram também nomeadas as equipas oficiais da BMW para as 24 Horas de Nürburgring, destacando-se o regresso da Schnitzer à resistência, ao lado da ROWE Racing e Schubert Motorsport. A Schnitzer também vai alinhar no ADAC GT Masters, com a ROWE na Blancpain GT Series e a Schubert no VLN. Finalmente, a BMW Motorsport vai continuar a desenvolver o M4 GT4, disponível para clientes a partir da temporada de 2018.