F1: Grande Prémio de França confirmado em 2018

Track atmosphere after works.

O Grande Prémio de França vai regressar ao calendário do Mundial de Fórmula 1 a partir de 2018. O anúncio foi feito pelo Automobile Club de France, organizador da prova, que também confirmou que a corrida vai ter lugar no Circuito Paul Ricard, em Le Castellet. O contrato prevê a realização da prova até à temporada de 2022, inclusive.

Este é um regresso do GP de França, o primeiro Grande Prémio da história do automobilismo de competição, que tinha deixado de ser organizado após a prova de 2008, na altura devido a incompatibilidades com os valores cobrados por Bernie Ecclestone. Este regresso da prova francesa ao calendário, após 10 anos de ausência, foi feito com o apoio de Eric Boullier, diretor desportivo da McLaren, e Cyril Abiteboul, diretor-geral da Renault F1.

O Circuito Paul Ricard foi a casa do GP de França entre 1971 e 1990, muitas vezes alternando com Dijon-Prenois, mas passou a ser a pista permanente da corrida a partir de 1985. Duas configurações da pista foram usadas na F1. Jackie Stewart foi o primeiro vencedor, em 1971, enquanto Alain Prost que venceu mais vezes no circuito, em quatro ocasiões (1983, 88, 89 e 90). Depois da II Guerra Mundial, Reims-Gueux e Rouen-les-Essarts eram os circuitos mais usados, geralmente em alternância. De 1991, a 2008, o circuito de Magny-Cours foi o escolhidos.

Nos últimos anos, Paul Ricard tem servido para uma variedade de competições, incluindo o WEC, WTCC e Fórmula Renault 3.5, bem como para o Bol d’Or, do Mundial de Endurance de Motociclismo. A organização espera receber mais que os 70 mil que assistiram ao Bol d’Or de 2015.